Friday, September 21, 2007

Eu os Declaro Marido e Larry (I Now Pronounce You Chuck and Larry, 2007)

Após os atentados de 11 de Setembro, os bombeiros viraram heróis e símbolos sexuais. Se, na atualidade, os norte-americanos já aceitam assistir a filmes que colocam Nova York sob a ameaça de bombas ou de terroristas, acredito que os bombeiros de lá não ficarão chateados após assistirem ao filme “Eu os Declaro Marido e Larry”, do diretor Dennis Dugan, que brinca com a camaradagem existente entre os bombeiros e com a virilidade que profissionais como eles passam para as outras pessoas.

No filme, a dupla Adam Sandler e Kevin James (do seriado “King of Queens” e do filme “Hitch – Conselheiro Amoroso”) interpreta Charles “Chuck” Levine e Lawrence “Larry” Valentine, que se conhecem – e são inseparáveis – desde a época da escola de bombeiros. Os dois têm personalidades bem diferentes. Chuck é um mulherengo inveterado e Larry dá toda a sua atenção para os filhos Eric (Cole Morgen) e Tori (Shelby Adamowsky) desde que a esposa Paula faleceu.

É justamente o desespero de Larry, que teme que seus filhos fiquem desamparados após a sua morte, que o leva a tomar uma atitude drástica: a de estabelecer uma parceria doméstica com Chuck – ou seja, os dois vão se casar e assumir uma vida mentirosa como homossexuais para o mundo, somente para proteger os filhos de Larry, que poderão, dessa maneira, continuar a receber os benefícios do pai, caso ele morra. Este seria o plano perfeito, se não fosse por um pequeno detalhe: assim como acontece com aquelas pessoas que se casam para obter um Green Card, Chuck e Larry passarão por um período de observação pelas autoridades e, por causa disso, têm que procurar uma advogada chamada Alex McDonough (Jessica Biel), a qual é especializada nesse tipo de caso, mas que oferece um outro tipo de obstáculo à vida mentirosa da dupla: Chuck fica caidinho por ela.

“Eu os Declaro Marido e Larry” é um filme que tinha tudo para cair para a palhaçada e para ter piadas de mal gosto, mas, surpreendentemente, o roteiro escrito por Barry Fanaro e pela dupla Alexander Payne e Jim Taylor (sim, a de filmes como “Eleição”, “As Confissões de Schimidt” e “Sideways – Entre Umas e Outras”) trata de toda a vida conjugal de Chuck e Larry com um respeito admirável. Claro que, em alguns momentos de “Eu os Declaro Marido e Larry”, temos situações estereotipadas e a apresentação dos gays por um perfil típico; mas o filme consegue até mesmo deixar uma bela mensagem: a de que as pessoas devem se amar e se respeitar pelo que são. Mas, não se engane: “Eu os Declaro Marido e Larry” não é um filme que quer ser levado a sério. Ele é uma boa diversão – somente isso.

Cotação: 4,5

Eu os Declaro Marido e... Larry (I Now Pronounce You Chuck and Larry, EUA, 2007)
Diretor(es): Dennis Dugan
Roteirista(s): Barry Fanaro, Alexander Payne, Jim Taylor, Lew Gallo
Elenco: Adam Sandler, Kevin James, Jessica Biel, Dan Aykroyd, Ving Rhames, Steve Buscemi, Nicholas Turturro, Allen Covert, Rachel Dratch, Richard Chamberlain, Nick Swardson, Blake Clark, Mary Pat Gleason, Matt Winston, Lance Bass

12 comments:

Ramon Scheidemantel said...

Já estou imaginando a cena: Adam Sandler tendo que se fingir de gay para Jessica Biel. (Missão impossível!)
Gosto muito do Adam Sandler. Apesar de algumas pessoas não gostarem de seus filmes, estou cada vez mais fã. E acho que o estilo de comédia que ele está caracterizando para sua imagem é muito legal.

Claro que irei assistir o filme levando em conta a baixa nota.

Kamila said...

Ramon, dos comediantes da atualidade, junto com Steve Carell, o Adam Sandler é o que eu mais gosto, porque ele não tem aquele jeito irritante. O jeito que ele faz comédia é bem diferente. O Kevin James também é ótimo e super sutil no seu jeito de comediante. E prefiro ver o Adam fazendo filmes assim. Quando ele tenta fazer algo diferente, como "Embriagado de Amor" e "Click", acaba resultando em algo não muito bom.

Beijos e bom final de semana!

Rogerio Scheidemantel said...

Bom, como comédia não é meu forte, e só assisto com uma boa indicação(q nao foi o caso aki), passo só pra desejar um bom fim de semana!!
Beijao :-)

Vinícius P. said...

Ah, Kamila, não gosto muito do Adam Sandler não. Sei lá, até que é um bom comediante, mas seus filmes sempre são abaixo da média, por isso não estou muito disposto a ver esse seu novo trabalho. Contudo, devo assistir sim nos próximos dias, quando não tiver filmes melhores no cinema - ontem mesmo vi "Instinto Secreto" e não gostei...

Abraço!

Rafael Carvalho said...

Ainda não conferi o filme e não me atrai muito não. Também não gosto do Adam Sandler e do humor pateta de careta que ele faz. E o mais interessante é que o roteiro é do Alexander Payne. Talvez eu me encoraje a ver. Bom final de semana pra vc tbm!

Kamila said...

Rogerio, um bom final de semana para você também! Beijos.

Vinícius, também acho que os filmes do Sandler são muito abaixo da média, mas ele é bom comediante. Isso eu não posso negar. Depois dessa sua frase no final, vou passar longe de "Instinto Secreto". :-)

Rafael, eu me surpreendi quando vi o nome do Alexander Payne ligado a este filme, mas acho que é por causa dele e do Jim Taylor que o filme tem esse tom respeitador.

Bom final de semana!

Johnny Strangelove said...

Adam Sandler pra mim merece é uma camada de pau ... pense num ator ruim de doer ... e ele não muda o estilo nunca ... e nesse filme ... tem coisa muito melhor para se ver durante a semana ...

Wally - Cine Vita said...

Kamila, não gosto de Sandler, eu o acho irritanye e péssimo ator. De seus trabalhos, gostei somente de Afinado no Amor e Embriagado do Amor.

Não espero nada do filme, mas por falta de opção - Hairspray não chegou aqui :( devo vê-lo esse fim de semana.

Kamila said...

João, concordo que existem melhores filmes para se assistir em cartaz no cinema. O problema é que eles não chegam aqui em Natal.

Wally, o meu filme favorito do Sandler é "Afinado no Amor". Não gosto de "Embriagado de Amor". E "Hairspray" nem chegou aqui. Muito menos "Ligeiramente Grávidos". :-(

Alex Gonçalves said...

O filme deve ser engraçadinho, mas meu interesse mesmo é em ver Jessica Biel com o uniforme de Mulher-Gato, rs, rs, rs...

Museu do Cinema said...

Tava muito afim de ver esse filme, mas não me empolgou a sair de casa.

Kamila said...

Cassiano, não tem problema. Este filme será uma ótima pedida para uma sessão de DVD!