Thursday, June 05, 2008

Ladrão que Rouba Ladrão (Ladrón que Roba a Ladrón, 2007)

A não ser no caso de filmes como “Onze Homens e um Segredo”, “Doze Homens e um Outro Segredo” e “Treze Homens e um Novo Segredo”, é muito difícil que um longa que fale a respeito do planejamento de um roubo tenha um pouco de senso de humor. “Ladrão que Rouba Ladrão”, do diretor Joe Menendez, está aí para colocar esta teoria à prova, já que seu roteiro (que foi escrito por JoJo Henrickson) mostra a arquitetura de um roubo através de uma mistura – bem-sucedida, diga-se de passagem – de ação, aventura e comédia.

O alvo do atrapalhado grupo de ladrões – o qual é formado por Alejandro Toledo (Fernando Colunga, o galã de novelas mexicanas como “Maria do Bairro” e “A Usurpadora”), Emilio Lopez (Miguel Varoni), Rafaela (Ivonne Montero), Miguelito (Oscar Torres), Rafa (Ruben Garfias), Anival Cano (Gabriel Soto) e Julio Miranda (JoJo Henrickson) – é Moctesuma Valdez (Saúl Lisazo, outro popular galã de novelas mexicanas), um famoso guru de infomerciais e que fez fortuna ao vender produtos de caráter duvidoso para sofridos imigrantes latinos.

Se tivéssemos que citar somente um ponto alto de “Ladrão que Rouba Ladrão”, teríamos que falar a respeito do roteiro de JoJo Henrickson, o qual faz um verdadeiro jogo conosco. O tempo todo temos a impressão de que o plano do grupo de ladrões tem tudo para dar errado – já que depende da instalação de uma greve na empresa de Moctesuma Valdez e de uma série de pequenas ações que devem acontecer de forma perfeita na noite em que o alvo do plano receberá o prêmio de Empresário Latino do Ano. Por mais que tenha uma primeira reviravolta bastante previsível, o roteiro do longa volta a nos surpreender perto do final, quando o filme entra por um caminho que tinha tudo para soar demagógico, mas que, após uma breve reflexão, acaba tendo tudo a ver com o inusitado grupo de ladrões que colocou tudo isso em prática em primeiro lugar.

Cotação: 7,0

Ladrão que Rouba Ladrão (Ladrón que Roba a Ladrón, EUA, 2007)
Diretor(es): Joe Menendez
Roteirista(s): JoJo Henrickson
Elenco: Fernando Colunga, Miguel Varoni, Saúl Lisazo, Ivonne Montero, Oscar Torre, Ruben Garfias, Gabriel Soto, Julie Gonzalo, JoJo Henrickson, Sonya Smith, Richard Azurdia, Jon Molerio, Eduardo Antonio Garcia, Rick Najera, Lidia Pires

21 comments:

Marcel Gois said...

Fiquei curioso para ver essa mistura bem sucedida. =D Me surpreendo com esse filmes mexicanos quando vejo que alguém do elenco já participou de alguma dramalhão exibido pelo SBT.
"A mulher do meu irmão", por exemplo, é com a Bárbara Mori, que era a protagonista de "Rubi", não é nenhuma obra prima, mas tampouco um filme ruim. =D

Museu do Cinema said...

Recomendação anotadissima Kamila, mas esse filme é norte-americano, dirigido e estrelado por mexicanos?

Johnny Strangelove said...

Filme legal não ...
eheheheh ...

que bom que você gostou ... espero que veja mais dos filems que lhe mandei ... beijos e abraços ...

PS: tente logo ver If You Were Me ...

Kamila said...

Marcel, além do Colunga e do Lisazo, este filme tem um nome bem conhecido: Julie Gonzalo, que é a Maggie Dekker do seriado "Eli Stone".

Cassiano, exatamente. Foi uma produção financiada por norte-americanos, mas feita por um diretor e roteirista mexicanos e com um elenco que mistura atores dos dois países.

João, o filme é um barato. Agora que estão terminando as temporadas das séries, terei tempo para colocar os DVDs em dia.

Vulgo Dudu said...

Você tem toda a razão sobre a mesmice dos filmes que falam sobre planejamento de assaltos. Mas esse, sendo latino, deve realmente ser interessante.

Bjs!

Kamila said...

Dudu, pelo menos, "Ladrão que Rouba Ladrão" oferece uma visão diferente sobre um tema que já é tão batido.

Rogerio said...

Kamila, apesar de suas recomendaçoes, simplesmente nao aguento mais ver nem ouvir falar sobre filme de roubos.
Comecei a ver "Efeito Dominó" e desisti antes da metade.
Ô temazinho batido esse, ainda que seja satírico.

G. said...

Já me interessei só de ver o elenco...adoro os atores de telenovelas latinas!!1

Ouvi há um tempo falar do filme e deve ser bem legal!!!

Vinícius P. said...

Nunca ouvi falar desse filme, Kamila. Não fiquei muito curioso, até porque qualquer produção com o Fernando Colunga não deve ser grande coisa...

Abraço!

Louis Vidovix said...

Nem me lembrava desse filme até vc escrever sobre ele, Ka... Conheço de nome, me interesso pela premissa, mas nunca assisti =/

Sérgio Déda said...

Sinceramente nunca ouvi falar desse filme.. mas quem sabe eu assita um dia..

vlws

Robson Saldanha said...

Parece ser divertido esse filme. É bom ver ladrões um pouco atrapalhados de vez em quando, como no primeiro "Esqueceram de Mim".

Otavio Almeida said...

Vixi! Nunca ouvi falar desse filme... Valeu pela dica, Kamila!

Bjs! Bom final de semana!

Pedro Henrique said...

Já tinha lido em outro blog sobre esse filme, e confesso que a crítica foi parecida com a sua. Parece não ser um ótimo filme, mas deve ao menos ser interessante.

Bom final de semana, Kamila!

Johnny Strangelove said...

Qualquer coisa ... dêem uma passa lá no meu blog para uma segunda opinão ... é só procurar ...
abraços

Kamila said...

Rogerio, pois eu sou fã de filmes sobre roubos. "Efeito Dominó" estreou, nesta semana, por aqui e devo conferí-lo em breve.

G., também adoro os galãs de telenovelas latinas. :-)

Vinícius, se eu fosse você, reveria essa opinião, já que o filme é muito legal!

Louis, é um filme super legal e recomendo!

Sérgio, espero que assista ao filme.

Robson, isso é verdade. Os ladrões de "Esqueceram de Mim" eram bem atrapalhados, muito por causa do personagem do Macaulay Culkin.

Otavio, de nada! Bom final de semana para você também!

Pedro, você leu sobre esse filme no blog do João. Foi ele que me passou o filme. Bom final de semana para você também!

Meiga said...

Eu assisti e confesso que foi uma grata surpresa!

Roteiro enxuto. O filme é leve, ao mesmo tempo que consegue prender nossa atenção.

Vale a pena conferir. Não diria que é um filmão. Mas é bom.

Johnny Strangelove said...

Ele não precisa ser um filmão ... sendo eficiente ... já é algo muito mais importante no cinema de hoje ...

Kamila said...

Meiga, exatamente. Você resume bem o filme quando diz que é leve, e prende nossa atenção.

Como o João bem disse, nem precisa ser um filmão. Basta ser eficiente!

Breno Adegas said...

Opa

acho que ouvi falar nesse filme, mas mt brevemente, pra ser sincero. Tenho medo desse conjunto de atores de novela mexicana, mas vai saber. se vc diz q o roteiro vale a pena, a coisa ja muda um pouco.

ah, sim, volte sempre =D

bjs

Kamila said...

Breno, vale a pena, sim. Mesmo com os atores de novelas mexicanas. :-)