Monday, November 20, 2006

Pequena Miss Sunshine (Little Miss Sunshine, 2006)


“Existem dois tipos de pessoas: os vencedores e os perdedores”. Se formos levar tal afirmação em consideração, então todos os membros da família Hoover seriam considerados perdedores. O pai, Richard (Greg Kinnear), é um orador motivacional – e autor da frase que ilustra o início deste texto –, e que espera tirar sua família da falência ao conseguir um contrato literário. A mãe, Sheryl (Toni Collette), é a única que aparenta ter controle emocional e segura as pontas dos problemas familiares, mas, como veremos, ela está prestes a desmoronar. O filho, Dwayne (Paul Dano), fez um voto de silêncio até conseguir entrar na Academia da Força Aérea e estudar para ser piloto. A filha, Olive (Abigail Breslin), imita as misses que tanto quer ser. O avô, Edwin (Alan Arkin), é viciado em heroína. E o tio, Frank (Steve Carell), recentemente tentou se matar.

É esta família disfuncional que a trama do filme “Pequena Miss Sunshine” segue. A platéia irá acompanhar os Hoover numa viagem que eles farão a bordo de uma Kombi amarela problemática (que só pega à base de empurrões) de Albuquerque até a cidade de Redondo Beach, aonde Olive – que tirou segundo lugar no concurso de misses local – vai representar sua cidade no concurso de Little Miss Sunshine. Assim como acontece em outros road-movies, nesta viagem todos estes personagens irão passar por uma transformação e vão ter que começar a aceitar que são realmente um bando de perdedores. É essa a condição principal para que eles possam se entender e ter uma vida melhor em família.

“Pequena Miss Sunshine” é somente mais um dos filmes de Hollywood a abordar a temática do perdedor. Numa sociedade extremamente competitiva como a norte-americana, ser um perdedor, na maioria das vezes, representa ser visto de uma maneira bastante pejorativa pelos outros. No caso particular de “Pequena Miss Sunshine”, o roteiro de Michael Arndt faz exatamente o contrário e escancara a mediocridade daqueles que querem ser os vencedores – especialmente a partir do momento em que o concurso de Little Miss Sunshine começa.

O filme, que marca a estréia de Jonathan Dayton e Valerie Faris (que são conhecidos pelo trabalho que fizeram nos videoclipes de “Tonight, Tonight”, do Smashing Pumpkins, e “Californication”, do Red Hot Chili Peppers) na direção de longas-metragens, é um filme que funciona. O roteiro de Michael Arndt é excelente e as performances de todo o elenco são espetaculares – especialmente a da garotinha Abigail Breslin. Não se surpreenda se ela figurar na lista de indicadas ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante em 2007. Desde Dakota Fanning, o cinema não via uma atriz infantil tão promissora.

Cotação: 9,8

Crédito Foto: Yahoo! Movies

36 comments:

Anonymous said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Romeika said...

Kamila, vc nem pareceu tão entusiasmada assim com o filme (9.8) ao sair do cinema..hehe:)
Eu gostei muito, pra mim foi a segunda melhor estréia norte-americana do ano (o meu primeiro lugar é "Lady in the Water"). O elenco todo está muito bem (quase todos, com poucas exceções, umas das melhores atuações que vi esse ano) e a menina é o ponto forte do filme, além do roteiro. Mas já vi outras atrizes infantis promissoras além da Abigail, como a Georgie Henley (era esse o nome dela??)de "Crônicas de Nárnia", Muito fofinha, queria vê-la em mais filmes.

:)

Romeika said...

hehe esta foto que você escolheu é um dos momentos que marca bem a diferença entre os membros da família Hoover. Adorei estes detalhes "sutis" ao longo do filme.

Kamila said...

Romeika, a Georgie Henley é realmente fofíssima e talentosa, mas aonde está ela hoje? Acho que a Abigail vai fazer concorrência direta com a Dakota Fanning, que reinava sozinha nestes papéis mais infantis.

Ah, e "Dama na Água" é uma porcaria, Romeika! :-) O filme do ano, para mim, até agora, é "Vôo United 93"

Museu do Cinema said...

Eu não me surpreenderia se qualquer ator do filme fosse indicado ao Oscar Kamila.

Kamila said...

Eu acho que chances reais de ser indicada ao Oscar, somente a Abigail tem.

Romeika said...

"A Dama na Água", uma porcaria? magoooooou..snif snif..

Eu achei o filme lindo, mas eu sou suspeita pra falar. Mas isso considerando as estréias do ano 2006 nos EUA. Na minha lista de estréias do Brasil, o primeiro lugar é "Munique".

Kamila said...

Considerando as datas de estréia no Brasil, meu primeiro lugar continua sendo "Vôo United 93".

romeika said...

Ôpa, eu disse Munique?? Meu primeiro ligar é Match Point.
Olha aqui o meu Top 10 Brasil no momento:

1)Match Point (2005) *****
2)Munique (Munich, 2005) ****½
3)O segredo de Brokeback Mountain (2005) ****
4)Meu Amor de Verão (My Summer of Love, 2004) ****
5)A Dama na Água (Lady in the Water, 2006) ****
6)O Novo Mundo (The New World, 2005) ****
7)O Assassinato de Richard Nixon (The Assassination of Richard Nixon, 2004) ****
8)Pequena Miss Sunshine (Little Miss Sunshine, 2006) ****
9)A Casa do Lago (The Lake House, 2006) ****
10)O Plano Perfeito (Inside Man, 2006) ****

E o Top 10 - EUA:

1)Lady in the Water ****
2)Little Miss Sunshine ****
3)The Lake House ****
4)Inside Man ****
5)Ice Age 2 ****
6)X-Men: The Last Stand ****
7)United 93 *** ½
8)The Prestige *** ½
9)Mission Impossible 3 *** ½
10)Superman Returns *** ½

Viu que quase não tem um filme ***** estrelas? Eu sempre tenho a impressão que passa o ano inteiro e só por dois ou três meses vejo filmes sensacionais. Odeio isso.

Kamila said...

Romeika, no final do ano coloco minha lista aqui. Depois, dá uma assistida neste trecho do programa da Oprah aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=I0gVfe6OOxc

Vou começar a fazer minha propaganda massiva!!!!! :-)

Nos links desse vídeo, tem as outras seis partes desse programa especial com o elenco de "Dreamgirls". Se você estiver com paciência, assista, que está bem legal.

Museu do Cinema said...

Chances reais? o que seria isso? Um pré-acordo?

O Alan Arkin dá show, idem para o comediante Steve Carell. Até o Greg Kinnear tá ótimo, sem falar na gracinha Olive (Abigail Breslin) e a sempre competente Toni Collette.

Se houvesse o prêmio de melhor elenco, não teria outro no pareo. Isso sim seria a "chances reais" que vc comentou.

Kamila said...

Cassiano, quando eu digo chances reais, é pelos comentários que a gente lê nesses sites que fazem previsões de indicados. Todos citam a Abigail com chances de indicação.

O Steve Carell tinha chances, mas as probabilidades de ele ser indicado estão diminuindo.

Eu também acho que o elenco todo deveria estar indicado nas suas respectivas categorias, mas a gente sabe que isso é impossível.

Portanto, torço pela indicação deles como melhor elenco no Screen Actor Guild Awards e espero, sinceramente, que eles ganhem, pois não teve um filme com melhor elenco do que "Pequena Miss Sunshine" até agora.

romeika said...

Kamila, depois eu vejo esse vídeo e comento aqui...

Notícia triste: o Robert Altman morreu:(((

e eu ainda nem vi "A Última Noite"...
:(((

Romeika said...

Vi o vídeo, me interessei tanto que já tô fazendo o upload das outras partes.. Acho que esse programa ainda não passou no GNT..

Ela foi muito boazinha com o Simon, se fosse eu, não queria nem conversa..Quais são as outras candidatas com "chances reais" de indicação na categoria de coadjuvante?? Parece que essa menina vai papar mesmo o oscar dela..Foi o primeiro filme dela, né?

Kamila said...

É o primeiro filme da Jennifer Hudson, sim. Mas, não sei se a Jennifer tem a vitória assim tão garantida... Imagino que os votantes da Academia vão ter receio de dar a estatueta a alguém que veio de um reality show. Espero que eles não tenham esse tipo de preconceito e dêem o Oscar para ela.

Me irritei muito com aquela participação do Simon. Para quê colocar ele ali? Aquele homem é horrendo. Os holofotes naquele momento tinham que ir para a Jennifer, não para ele.

Queria também ter visto mais da Jennifer, uma entrevista maior com ela. Deram dois blocos para Beyonce e Jamie Foxx, um para Jennifer, um para Anika Noni Rose e um para Eddie Murphy. A Beyonce ainda cantou no final - música belíssima por sinal.

Acho que, além da Jennifer, serão indicadas ao Oscar de coadjuvante: Cate Blanchett (Notes on a Scandal), Abigail Breslin (Little Miss Sunshine), Sharon Stone (Bobby) e Adriana Barrazza (Babel).

O que você achou das mini-cenas de "Dreamgirls" que eles mostraram?

romeika said...

Nada a ver aquele Simon ali, ecaaaaa, detesto ele. Olha, Kamila, sinceramente, eu ainda não consegui simpatizar com "Dreamgirls". É cedo pra julgá-lo assim, espero ver o filme no cinema bem descansada e assim, ter uma opinião real sobre ele, nem que seja depois de todas as premiações... Mas por enquanto eu não estou entusiasmada nem louca pra assistir o filme tanto assim, mesmo depois do trailer e das cenas que eu vi. Me parece um projeto normal, e não vou muito com a cara daquela cenografia, não, acho meio brega..:) Mas como nem tudo que ganha Oscar vale ouro (vide "Shakespeare Apaixonado"), não vou me surpreender se o filme abocanhar tantas indicações e prêmios.

Anonymous said...

Mais um filme que eu to esperando há tempos que eu não sei se conseguirei ver esse ano. Viver no interior do interior é foda.

Kamila said...

Ah, Romeika. Entendo seu receio em embarcar nessa onda de entusiasmo com “Dreamgirls”, mas você vai me permitir discordar de você em alguns pontos. Eu não acho que o filme seja um projeto normal. Talvez você sinta isso, pois não faz idéia da importância que este musical tem para o público norte-americano. Existe um fanatismo enorme em cima dele, por causa de tudo o que ele representa e por causa das controvérsias que ele causou, especialmente por causa das reações de Diana Ross à história que o musical retratava.

Talvez, o melhor seja realmente evitar cair no entusiasmo geral – e ele existe, se você for ler as primeiras impressões sobre o filme. Só espero que você mude de idéia quando assista a este filme e veja que “Dreamgirls” realmente vale ouro.

“Dreamgirls” não será um outro “Fantasma da Ópera”. Não será um trabalho bonito para os olhos. Vai ter muito mais do que isso, tenha certeza!

Kamila said...

Bob, você irá assistir "Pequena Miss Sunshine". Tenha fé! :-)

Romeika said...

Foi isso que eu disse Kamila, ainda é cedo pra julgar o filme como ruim ou excelente ou seja o que for... minha opinião só é formada quando eu saio da sala de cinema, eu nunca fui fã desse "oba-oba" com relação a nenhum filme, no máximo fico mais ansiosa por um filme ou outro (como "Little Children"), mas fora isso.. Nunca consegui entender as pessoas que mais ou menos que já formam um opinião sobre o que é bom ou ruim só por trailers, pedaços de filmes ou uma coisa ou outra que fulano de tal escreveu.. Eu acho isso meio bobo, na boa... Tanto que a minha torcida no Oscar só começa mesmo nas vésperas da premiação, quando eu já vi o filme A, B ou C, e fico torcendo por ele (caso de "Brokeback Mountain" este ano, que eu queria muito que vencesse, mas aquele clichê "Crash" ganhou..). E ainda assim, eu sempre digo: "Dos que eu vi, acho que esse merece ganhar...", afinal, quando mais tarde assisto os outros filmes, minha opinião geralmente muda da água pro vinho... Esse negócio de buzz só é legal pra participar de bolões de adivinhações (principalmente quando se concorre a prêmios hehe..) mas fora isso, eu não levo muito a sério.

Kamila said...

Romeika, eu procuro não levar estas opiniões muito a sério, mas, inconscientemente, talvez me sinta afetada por elas.

Minha torcida por determinado ator/atriz/filme não afeta de maneira alguma o meu julgamento do filme ou da performance do ator/atriz.

Posso torcer por determinado filme e me entusiasmar com ele e quando vejo cenas e trailers e conheço mais a respeito de sua história; mas, se ele não for bom, serei a primeira a dizer que ele é ruim e não merece ser reconhecido por esses prêmios.

Romeika said...

Eu sei como é..é como quando vc torceu por Gwyneth Paltrow quando ela ganhou o oscar e aí depois quando vc viu "Elizabeth" mudou de opinião:) É por isso que tem que esperar pra ver!!:p Aff essa discussão besta tomou um rumo muito sério..hehehe Ninguém mais aí tem um opinião a respeito????
:)

Ronan Jimson said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Túlio Moreira said...

KAMILA, güenta aí que amanhã vou ver esse filme (estreiou aqui em Goiânia!)...

Ah, será que você sabe de algum lugar onde posso conseguir a lista com a trilha sonora de O Céu de Suely?

abraço!

Kamila said...

Túlio, a única informação que encontrei sobre esta trilha foi que ela é composta por Berna Ceppas e Kamal Kassim. Será que não tem algo mais no site oficial do filme? Isso se ele tiver site oficial.

felipeixe said...

Oh duvida cruel!
Qual assistir primeiro?
Os Infiltrados, Flyboys ou Pequena Miss Sunshine?!

Túlio Moreira said...

na boa, felipeixe, pequena miss.

Kamila said...

Felipe, siga o conselho do Túlio. Primeiro, "Pequena Miss Sunshine".
Segundo, "Os Infiltrados".
Terceiro, "Happy Feet - O Pinguim".
Se não tiver melhor opção, "Flyboys".

;-)

felipeixe said...

Iji Kamila, blza então..
Sendo que por falta de horários, terminei assistindo primeiro Os Infiltrados.
No sábado assisto Miss Sunshine e Domingo, Happy Feet.

Pelo seu 'entusiasmo', acho melhor eu baixar Flyboys. Hehehehe...

Bjs pra vc, abraço pro Túlio e obg pelas indicações a ambos.

Kamila said...

"Flyboys", se você quiser, pode baixar. Eu acho que verei no cinema mesmo. Só porque estou realmente com vontade de ver este filme. Mas, antes, irei assistir "Happy Feet - O Pinguim".

Túlio Moreira said...

e felipe, se na sua cidade tiver estreado Fonte da Vida, inclua urgentemente na sua programação. abraço ibidem.

Kamila said...

Aqui ainda não estreou "Fonte da Vida", Túlio. Felipe e eu ainda teremos que esperar um pouco para ver este filme!

Beijos para Felipe e Túlio!

felipeixe said...

Anotado, Túlio! Vamos aguardar...

Bjs a Kamila e abraço a Túlio. hehehehe

Túlio Moreira said...

Em três palavras: filme do ano (Miss Sunshine)

bjos (Kamila) e abs (Felipe)

...

felipeixe said...

Eeeeeiiiii!!! Filmããããão mesmo!
Gostei deveras de tudo e todos!

Kamila said...

Que bom que você gostou de "Pequena Miss Sunshine", Felipe!

Beijos!