Wednesday, November 14, 2007

Antes Só do que Mal Casado (The Heartbreak Kid, 2007)

De uns tempos para cá, os personagens principais masculinos de filmes de comédia seguem o mesmo estilo. Eles são homens que chegaram a um ponto em que se recusam a assumir responsabilidades maiores – seja do ponto de vista profissional ou pessoal. Eddie Cantrow (Ben Stiller) – o protagonista de “Antes Só do que Mal Casado”, dos diretores Bobby e Peter Farrelly – é um desses caras. Ele mora em San Francisco, tem uma loja de produtos esportivos, mas se recusa a dar um passo maior e se casar com uma boa garota. Eddie já foi noivo por cinco anos e, ao assistir ao casamento de sua ex com um outro rapaz, começa a se sentir mais favorável aos apelos de seu pai (Jerry Stiller) e do amigo Mac (Rob Corddry) para que ele dê “um pulo no escuro” e comece uma vida ao lado de uma mulher interessante.

É aí que entra Lila (Malin Akerman, perfeita em todas as cenas em que aparece), a mulher que, na teoria, é a perfeição em pessoa. Ninguém acredita que ela possa estar interessada em Eddie. E o improvável acontece: os dois se casam e partem com destino à lua-de-mel numa praia paradisíaca localizada no Cabo San Lucas. No entanto, é justamente a partir deste momento em que o pesadelo de Eddie começa: Lila, na realidade, é uma garota completamente inconveniente e cheia de hábitos que se revelam estranhos demais para seu marido. A encruzilhada de Eddie – que não esperava que o casamento fosse ser tão difícil – piora ainda mais quando ele conhece Miranda (Michelle Monaghan) e estabelece uma conexão natural com ela logo de cara.

Ao contrário dos filmes de comédia produzidos por Judd Apatow (“O Virgem de 40 Anos”, “Ligeiramente Grávidos” e “Superbad – É Hoje”), os feitos pelos irmãos Bobby e Peter Farrelly (que co-escreveram o roteiro de “Antes Só do que Mal Casado” com Scott Armstrong, Leslie Dixon e Kevin Barnett) não apelam para um lado mais sensível. Os Farrelly gostam de cenas que são fruto daquilo que os atores chamam de comédia física. Em “Antes Só do que Mal Casado”, vemos vários momentos como esse, com destaque para a cena em que Eddie se queima com uma água-viva e para a outra em que ele tenta entrar nos EUA como um dos muitos mexicanos que querem atravessar a fronteira entre os dois países de forma ilegal.

Mais do que reunir um bom elenco, que tenha perfeito timing cômico, um outro elemento importante num filme de comédia é a empatia que se estabelece de forma instantânea entre público e personagens. Infelizmente, este não é o caso de “Antes Só do que Mal Casado”. Por mais que a gente, no início, espere – e torça – para que o casamento de Eddie e Lila dê certo, nunca que poderemos concordar com o que acontece após o personagem de Ben Stiller conhecer Miranda. Dar em cima de uma outra mulher em plena lua-de-mel, mesmo que a sua esposa seja um horror, é um golpe baixíssimo. Além desse pequeno fator, “Antes Só do que Mal Casado” conta com um outro elemento que age mais contra o filme do que a favor: o roteiro, que é a prova de que os irmãos Farrelly e seus três colegas deveriam prestar mais atenção ao que a turma de Judd Apatow faz. Comédia não é só apelar para situações que causam o riso fácil. É, principalmente, criar uma história com personagens reais, vivenciando situações que colocam um colorido diferente naquilo que vivemos em nosso próprio dia-a-dia.

Cotação: 2,0

Antes Só do que Mal Casado (The Heartbreak Kid, EUA, 2007)
Diretor(es):
Bobby Farrelly, Peter Farrelly
Roteirista(s): Scot Armstrong, Leslie Dixon, Bobby Farrelly, Peter Farrelly, Kevin Barnett
Elenco: Ben Stiller, Michelle Monaghan, Jerry Stiller, Malin Akerman, Carlos Mencia, Rob Corddry, Stephanie Courtney, Ali Hillis, Kathy Lamkin, Nicol Paone, Joel Bryant, E.E. Bell, Lauren Bowles, Natalie Carter, Leslie Easterbrook

15 comments:

Museu do Cinema said...

Bom, eu acho que essa comédia fisica que vc chamou é a parte ruim dos Farrely, adoro o texto, as situações constrangedoras que facilmente acontecem no dia-a-dia, essa é a parte que fez dos Farrely gênios de comédias com Quem vai ficar com Mary?

Gostei Malin, mas ainda acho que o Stiller e a volta da parceria seja a melhor coisa do filme.

Quando vou ver uma comédia, quero sair dando muitas gargalhadas e com um sorriso de canto a canto da boca, e isso o filme cumpre com maestria Kamila.

Ramon Scheidemantel said...

Ixxx... não sou muito chegado à comédias, mas o Ben Stiller manda bem. Apesar disso, sua nota vale como um aviso.
Vou ler o post o Cassiano, agora. hehe!

Dewonny said...

Nossa, nota 2..hehe..eu adorei o trailer dessa comédia, gosto dos irmãos Farrely, adorei "Quem Vai Ficar com Mary?", e curto muito o Ben Stiller, que manda muito bem nesse tipo de filme, com certeza irei assistir pra tirar minhas próprias conclusões..hehe..

Romeika said...

Kamila, nem sabia que esse filme era dos irmãos Farrelly. E não gostei muito do trailer de qualquer jeito.. Concordo com o que vc disse ao fim, comédia tem que ser muito mais do que provocar o riso fácil no espectador.

Otavio Almeida said...

NOTA 2????????

Kamila said...

Cassiano, o filme só me fez rir no primeiro ato com a Malin e sua excelente interpretação da Lila. O Stiller se repete. E também não sou fã das cenas de comédia física, mas essa é a marca dos irmãos Farrelly.

Ramon, eu gosto de comédias e gosto dos filmes dos Farrelly, mas este é um equívoco.

Que bom que concordamos, Romeika. ;-)

Nota dois, Otavio. O filme só presta no primeiro ato. Quando a Miranda entra, fica chatíssimo.

Beijos.

Vinícius P. said...

Eu geralmente adoro os filmes dos Farrellys, mas fiquei bem desconfiado em relação a esse "Antes Só do que Mal Casado" - até porque não sou muito fã do Stiller. Enfim, acho difícil mesmo superar qualquer coisa que o Apatow e sua turma fez nesse ano. Quem sabe confiro no DVD (ainda que seus comentários tenham me desestimulado).

Abraço!

Kamila said...

Vinícius, eu gostava muito dos filmes do Farrelly, mas confesso que nem me lembro do último bom filme que eles fizeram - talvez, "Quem Vai Ficar com Mary?".

E está difícil superar o que a turma do Apatow fez em comédia neste ano.

Victor Nassar said...

Discordo. Acho que o cinema não precisa sempre retratar a realidade, não vejo problema em mexer com o absurdo, com situações fora do nosso dia-a-dia.
Entendo também que há comédias e comédias, também valorizo aquelas que priorizam o apelo sensível da história, mas também vejo que uma comédia também pode ser vista despretensiosamente, basta concordarmos em entrar na proposta do filme. Por isso acho que "Antes só que mal casado" é uma boa comédia sim!

E..."Dar em cima de uma outra mulher em plena lua-de-mel, mesmo que a sua esposa seja um horror, é um golpe baixíssimo."...Isso, realmente, não vi uma única mulher que concordasse. Mas pelo lado masculino não houve qualquer restrição...hehehe

Bom, é isso. Acho que o filme tem seu valor como comédia sim.


Beju Kamila!

Victor Nassar said...
This comment has been removed by the author.
Victor Nassar said...
This comment has been removed by the author.
Victor Nassar said...
This comment has been removed by the author.
Ramon Scheidemantel said...

Kamila, assisti o Virgem de 40 Anos! Pena que perdi o início.
Que filmaço, apesar de todos elogios que ouvi de você e do Cassiano, sempre tive um pé atrás com ele. Que alegria ver uma comédia que não força a barra com clichês, e nem temática "pastelão". hehe!

Johnny Strangelove said...

assim ... quem conheçe os irmãos Farrelly sabe qual é o tipo de comedia ...

quando começamos a ver outros tipos de comedias inteligentes (como o engraçadissimos Borat e Superbad) e sem graças como Ligeiramente Gravidos, rever um filme desses dois irmãos pode se dizer que entramos em um estado de regressão ... se tivesse continuado com boas comedias romanticas ... eles poderiam se firmar ... mas a maioria gosta de gritos e baixarias ...

beijos

Kamila said...

Victor, o filme tem valor como comédia no seu primeiro ato. O segundo é um lixo.

Ramon, "O Virgem de 40 Anos" é uma pequena obra-prima do gênero de comédia. Que bom que gostou!

João, concordo com seu comentário. Menos com dizer que "Ligeiramente Grávidos" é um filme ruim. :-)