Tuesday, January 08, 2008

Directors Guild of America 2007 - Indicados

O presidente do Directors Guild of America, Michael Apted, acaba de anunciar os nomes dos cinco diretores indicados à premiação anual do Sindicato. E eles são:

Paul Thomas Anderson, There Will Be Blood


Joel e Ethan Coen, No Country for Old Men

Tony Gilroy, Michael Clayton

Sean Penn, Into the Wild

Julian Schnabel, The Diving Bell and the Butterfly

Chama a atenção a ausência de Ridley Scott ("American Gangster") e Tim Burton ("Sweeney Todd - The Demon Barber of Fleet Street"), diretores que vinham sendo bem cotados para esta premiação. No mais, acho que veremos essa mesma lista no Oscar, com exceção de Tony Gilroy. Acredito que Sidney Lumet ("Before the Devil Knows You're Dead"), ou até mesmo os esquecidos Burton e Scott, possam ser indicados em seu lugar.

O vencedor do Directors Guild of America será anunciado no dia 26 de Janeiro. Desde 1949, quando o DGA começou a sua premiação, somente seis dos ganhadores do prêmio do Sindicato não chegaram a vencer o Oscar na categoria correspondente.

13 comments:

Vinícius P. said...

Hehehe, Kamila, muito obrigado por essa bela notícia!!! Não acredito que o Tony Gilroy foi indicado! Mais do que merecido, claro. Também não acho que será indicado ao Oscar, mas "Conduta de Risco" ganha nova força para a categoria de melhor filme. Uma pena o Tim Burton ficar de fora...

Abraço!

Rafael Carvalho said...

Acho que sou um dos poucos que não gostou de Conduta de risco, preciso revê-lo para ver se estou mesmo errado. Por enquanto só vejo no filme uma ótima performance de George Clooney. E os Coen estão vindo com força total, acredito que são os mais cotados.

Victor Nassar said...

Boa! Queria ver Tim Burton aí, mas tudo bem. Que vença Sean Penn ou PTA. Sobre Tony Gilroy não tenho muito a dizer, mas me surpreende a indicação. E 'The Diving Bell and the Butterfly' ganhando força!


Beju Kamila!

Ramon Scheidemantel said...

Não conferi os trabalhos pelos quais os diretores concorreram, então fica díficil opiniar, mas concordo que o Tim Burton e o ridley estarem fora é injustiça! hehe!
FELIZ ANO NOVO!

Kamila said...

Vinícius, como ainda não assisti "Conduta de Risco" fica difícil julgar o merecimento ou não da indicação do Gilroy. O Burton, infelizmente, não tem mais jeito: acho que "Sweeney Todd" nem será indicado à melhor filme no Oscar.

Rafael, os irmãos Coen despontam como favoritos, sim; mas não descartaria PT Anderson. "There Will Be Blood" está sendo lançado de maneira total nos EUA agora e o filme pode crescer ainda mais para essa temporada de premiações.

Victor, acho que uma indicação para melhor diretor "The Diving Bell and the Butterfly" já tem. Eles brigam agora é por uma indicação para melhor filme.

Obrigada, Ramon. Feliz Ano Novo para você também!

Museu do Cinema said...

PUTS, É A LISTA DOS MEUS SONHOS KAMILA!!!

Se for pro Oscar isso será "orgasmáticos"!!

E não será mais a briga do século, será a disputa do milênio, PTA X COEN X SEAN PENN

Kamila said...

Cassiano, eu disse que você ficaria mais que satisfeito com o Oscar desse ano. Acho que tem grandes chances de a lista de indicados à melhor direção no Oscar ser essa aí. O Gilroy, acredito, ser o mais vulnerável dentre os cinco.

Romeika said...

Kamila, só aumentou a minha vontade de ver "O Escafandro e A Borboleta", parece que o filme vai abocanhar mais do que uma indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro, hein?

Otavio Almeida said...

Caraca... e agora, hein? Ainda torço por Sean Penn.

Bjs!

Marcus Vinícius said...

Bah, pela baderna a briga vai ser entre PTA e os Coen mesmo. Bah, eu acho que seria legal uma indicação ao Oscar pro Ridley, "American Gangster" é um baita filme de máfia.

Se for pra chutar, eu vou nos malucos de "Fargo", hehe.

Beijos, boa semana! =]

Wally - Cine Vita said...

Kamila, fiz uma breve análise do DGA com o Oscar no meu blog, e me surpreendi com a ausencia de Burton e Wright. Mas como eu disse no blog, apenas 1 vez em 8 anos os indicados ao DGA se repetiram no Oscar. Pelo menos 3, porém, sempre repetem. Gilroy deve dar lugar a outro, e Schnabel também. Pelo menos é o que acho.

Fiquei satisfeito, apesar de tudo. Conferi Conduta de Risco recentemente e adorei, sendo a direção de Gilroy espetácular e to cada vez mais contente com o prestígio de Anderson, bem atrasado, mas aceito mesmo assim. rsrs

Ciao!

Rodrigo Fernandes said...

olá, tudo bem?
Antes de mais nada, parabén spelo blog.. sou tbm um cinéfilo de carterinha e sempre vou entrar por aqui pra conferir as novidades...
Quanto aos indicados... cTô torcendo pelo paul, mesmo não curtindo mutio os trabalhos anteriores dele, mas... como não vi ainda nenhum dos indicados.. vou mesmo pelas criticas que ando lendo e o Sange negro têm tido bons textos aqui na net, bons elogios... mas só produçõe que aparentam ser boas... como a espanhola... ou a do Sean penn... enfim... que venham logo esses filmes para cá..rs
abraços

Kamila said...

Romeika, "O Escafandro e a Borboleta" não foi pré-indicado para a categoria de Melhor Filme Estrangeiro. Com essa indicação ao DGA, acho que o filme se credencia mesmo para brigar por uma indicação na categoria principal do Oscar.

Otavio, a indicação para o DGA foi uma excelente notícia para Sean Penn e "Into the Wild". Acho que o filme é mais do que nunca candidato ao Oscar.

Marcus, seu chute está mais do que certeiro, já que os Coen são os favoritos aqui. Também acho que, mesmo sem indicação ao DGA, o Ridley Scott ainda tem uma boa chance de ser indicado ao Oscar.

Wally, acho que Gilroy é o menos vulnerável dos cinco indicados. Acho que, dificilmente, ele estará na lista do Oscar. O Schnabel, no entanto, eu acredito que será indicado.

Rodrigo, obrigada pela visita e pelo comentário. Mesmo com o favoritismo dos Coen, acho que o PT Anderson é o que pode tirar o prêmio deles, já que "Sangue Negro" estreou agora e vem crescendo bastante.