Thursday, March 06, 2008

Meu Monstro de Estimação (The Water Horse, 2007)

O monstro do Lago Ness já foi bastante explorado pelo cinema causando uma sensação de medo, apreensão e suspense. No caso de “Meu Monstro de Estimação”, do diretor Jay Russell (“Brigada 49” e “Vivendo na Eternidade”), esta figura lendária é usada para representar os sentimentos de amor, amizade e esperança. Isso deixa de parecer estranho quando conhecemos o contexto no qual se passa a trama do filme (que foi escrita por Robert Nelson Jacobs, tendo como base o livro de Dick King-Smith). Estamos em plena II Guerra Mundial e o garoto Angus McMorrow (Alex Etel) – que mora numa imponente casa com a mãe Anne (Emily Watson) e a irmã Kirstie (Priyanka Xi) – vive atormentado pela lembrança do pai Charlie (Craig Hall), que foi servir na guerra.

Angus é solitário e, ao mesmo tempo em que sente uma atração, teme a inconstância dos mares. Em uma de suas andanças pela praia, ele acaba recolhendo um objeto – que, saberemos mais tarde, é um ovo do qual nascerá uma criatura lendária dos mares. A partir do momento em que Crusoé (o tal ser marítimo) vem ao mundo, se estabelece entre ele e Angus um relacionamento puro e que, de certa maneira, supre o garotinho da ausência que ele sente do pai e faz com que ele, a mãe a irmã sejam uma família novamente.

Há que se exaltar a linhagem de filmes infantis dos últimos anos – e da qual os exemplares mais interessantes têm sido, além desse “Meu Monstro de Estimação”, “Ponte Para Terabítia” e “As Crônicas de Nárnia – O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa”. Tais obras possuem uma qualidade estética bem interessante e uma trama que não é açucarada demais. Ou seja, os filmes mostram às crianças que o mundo em que elas vivem tem parcelas de dor, sofrimento e perdas; mas que a magia e a capacidade de acreditar que tudo pode ficar melhor existe e devemos ter fé nisso.

Cotação: 6,2

Meu Monstro de Estimação (The Water Horse, EUA, Inglaterra, 2007)
Diretor(es): Jay Russell
Roteirista(s): Robert Nelson Jacobs (com base no livro de Dick King-Smith)
Elenco: Bruce Allpress, Eddie Campbell, Ben Chaplin, Peter Corrigan, Brian Cox, Carl Dixon, Alex Etel, Nathan Christopher Haase, Craig Hall, Ian Harcourt, Rex Hurst, William Johnson, Megan Katherine, Elliot Lawless, Lorraine McDonald

14 comments:

Museu do Cinema said...

Monstro do Lago Ness, As Crônicas de Nárnia, definitivamente, não é para mim.

Pedro Henrique said...

Também não sou muito chegado nesse tipo de filme...

Não devo ver esse filme, apesar do seu texto ter despertado algum interesse.

No conforto do lar, quem sabe...

Kamila said...

Cassiano, se não gosta, então fique longe mesmo desse filme.

Pedro, eu fui ver o filme porque o elenco me chamou a atenção.

Romeika said...

Kamila, não gostei muito de "Ponte pra Terabitia", ainda que concorde que vc o conclua nessa descrição. Gosto muito de "As Crônicas de Nárnia", mas não tenho muita vontade de ver esse filme do monstro marítimo..

Weiner said...

Kamila, minha cara, eu gostei bastante deste filme, e foi por um único motivo: o fato de ele ter reunido uma história simpática e ótimos efeitos; isto é a receita perfeita de filmes "passatempo" para mim. O mesmo ocorreu com "Nárnia" e "Terabítia", belos passatempos.
Abraço!
Nota: 6,5

Vinícius P. said...

Nessa época sem grandes lançamentos no cinema é legal ver filmes como esse mesmo. Acho que irei esperar para o DVD, mas ainda assim tenho uma certa curiosidade por ser o filme infantil mais comentado da temporada.

Abraço!

Kamila said...

Romeika, imagino que esse seja mesmo o tipo de filme que muita gente não irá assistir.

Weiner, concordo plenamente com seu comentário!

Vinícius, exatamente. Numa semana em que os filmes não são tão atrativos assim, essa é uma ótima pedida. E os comentários sobre "Meu Monstro de Estimação" realmente têm sido super positivos.

Otavio Almeida said...

OOOOOOOOOOOOOh... Esse filme deve ser tão bonitinho...

Rogerio said...

Ainda tenho um certo preconceito com filmes infantis.É dificl perder isso.
Talvez quando tiver um filho, retome essa pratica, afinal, quero educar o bichinho desde cedo a amar o cinema, assim como o pai.

Kamila said...

Otavio, é bonitinho, sim. :-)

Rogerio, em se tratando de cinema, não tenho preconceito de gêneros. E, quando eu tiver um (a) filho (a) pretendo fazer o mesmo que você: levar a criança o mais cedo possível ao cinema para que ele (a) vá logo se acostumando aos filmes. :-)

Bom final de semana!

Rogerio said...

é isso aew Kamila,
bjus e bom findi.

Johnny Strangelove said...

Presta atenção a um fato simples e curioso ...

Esta produtora está se especializando (e muito bem obrigado) em filmes infantis ou infanto-juvenil, já que esse genero tem ao mesmo tempo de fofura ... tem muito lixo ... agradeça ao filme por ser eficiente e fofinh ... eheheh

abraços e curioso para o novo projeto deles chamado A Ilha de Nim que tem no elenco Abigail Breslin, Gerard Butler e Jodie Foster (?!) ...
até

Wally said...

Eu só ainda não o vi por se tratar de um filme de apenas copias dubladas, mas verei assim que aparecer alguma legendada, ou então só em DVD mesmo. O garotinho chamou minha atenção, achei ele ótimo em Caiu do Céu de Danny Boyle, já viu?

Ciao!

Kamila said...

João, é verdade. A Legendary Pictures está se firmando nesse mercado. Gostei muito dos filmes que ele produziram nesse segmento até agora.

Wally, eu sabia que eu conhecia esse menininho de algum lugar!!!! "Caiu do Céu" é um ótimo filme.