Wednesday, April 30, 2008

Um Amor de Tesouro (Fool's Gold, 2008)

Em 2005, o diretor John Stockwell lançou um filme chamado “Mergulho Radical”. No mar do Caribe, um casal de mergulhadores chamado Jared (Paul Walker) e Sam (Jessica Alba) encontram um avião afundado, o qual esconde um tesouro e uma carga de drogas. Com patrocinadores no seu encalço, além dos traficantes que são donos daquilo que eles também descobriram no fundo do mar, se tem o desenvolvimento de uma trama que mistura aventura, romance e ação. O longa “Um Amor de Tesouro”, do diretor Andy Tennant, guarda muitas semelhanças com a obra dirigida por John Stockwell. A diferença é que a narrativa se passa nas praias da Flórida.

O casal recém-divorciado Benjamin Finnegan (Matthew McConaughey, que está bem à vontade em várias cenas em que aparece sem camisa – um figurino habitual que ele adorna fora das telas) e Tess (Kate Hudson) se reúnem para um último projeto a dois: a descoberta do local onde está escondido o “Dote da Rainha”, tesouro que seria entregue pelo rei espanhol Felipe II à sua jovem esposa e que desapareceu, misteriosamente, no fundo do mar, após toda a frota espanhola ser derrubada por um furacão.

Para colocarem seu plano em prática, Finn e Tess contarão com o bem-vindo patrocínio do milionário Nigel Honeycutt (Donald Sutherland, com um bronzeado artificial totalmente constrangedor) e da sua filha Gemma (Alexis Dziena, completamente hilária), bem como a ajuda do parceiro Alfonz (Ewen Bremmer). No entanto, eles ainda terão que lidar com a concorrência de Moe Fitch (Ray Winstone), um dos maiores especialistas na caça ao tesouro, e do rapper linha dura Bigg Bunny (Kevin Hart), o ex-financiador de Finn, a quem ele deve uma quantia enorme.

Filmado nas belas praias da Austrália, é justamente a paisagem natural um dos pontos mais altos de “Um Amor de Tesouro”. Além disso, o diretor Andy Tennant (de obras como “Hitch – Conselheiro Amoroso”, “Doce Lar” e “E Agora, Meu Amor?”) aposta na química existente entre Matthew McConaughey e Kate Hudson, que se deram muito bem na comédia romântica “Como Perder um Homem em 10 Dias”. No entanto, no final, o que acaba marcando mais o longa é a mistura entre comédia, romance e aventura, a qual – neste caso – deu muito certo.

Cotação: 5,8

Um Amor de Tesouro (Fool's Gold, EUA, 2008)
Diretor(es): Andy Tennant
Roteirista(s): John Claflin, Daniel Zelman, Andy Tennant
Elenco: Matthew McConaughey, Kate Hudson, Donald Sutherland, Alexis Dziena, Ewen Bremner, Ray Winstone, Kevin Hart, Malcolm-Jamal Warner, Brian Hooks, David Roberts, Michael Mulheren, Adam LeFevre, Rohan Nichol, Roger Sciberras, Elizabeth Connolly

14 comments:

Johnny Strangelove said...

Deve ser daqueles filmes melosos a lá sessão da tarde (mas como é da Warner, Cinema em Casa) estou certo ou não?

se um dia eu encontrar o dvd ... irei ver ...
abraços

Pedro Henrique said...

Esse aí eu vejo só quando passar na tv, rsrsrsrs...

Abraço Kamila!

Otavio Almeida said...

Hmm... Eu me enganei, então, Kamila. Eu pensei que isso era algo no estilo TUDO POR UMA ESMERALDA e A JÓIA DO NILO...

Bjs! Bom feriado!

Robson Filho said...

Não tinha visto nada sobre esse filme. Tá anotado!

abraço!

Museu do Cinema said...

Realmente o plot do Mergulho Radical é muito parecido com Um Amor de Tesouro. Os titulos tb alias, são de um clichê sensacional.

Mas Kamila, não costumo olhar muito suas notas, mas reparei nessa, e confesso ter me deixado espantado, pelo texto parecia que iria dar mais.

Cah said...

Muito legal seu blog, parabéns!!!

Kamila said...

João, o filme não tem nada de meloso! É super divertido e perfeito para uma Tela Quente da vida!

Pedro, até que você poderia dar uma chance a este filme nos cinemas.

Otavio, não. "Um Amor de Tesouro" tem tudo de "Mergulho Radical", menos as cenas de ação. No geral, achei esse filme até melhor que a obra de John Stockwell.

Robson, espero que se divirta assistindo a este filme.

Cassiano, nossos tradutores adoram esses clichês. Posso até ter sido rigorosa com minha nota, porque o filme me divertiu bastante, isso é verdade.

Obrigada pela visita e pelo comentário, Cah. Apareça sempre que puder!

Marcus Vinícius said...

O "Como perder um homem em 10 dias" é divertidinho até, esse não deve ser diferente.
Acho que são só 2 filmes juntos, mas dá a impressão que o Matthew e a Kate já fizeram uns 10 desse gênero, hehe.

Beijos, bom feriadão pra ti! ^^

Vinícius P. said...

Não gosto do Matthew McConaughy e sua presença em qualquer filme já indica que não será muito bom. De qualquer forma parece ser uma comédia dovertida para ver no DVD, até porque ainda vejo graça na Kate Hudson (mesmo com suas péssimas escolhas para o cinema).

Alex Gonçalves said...

Kamila, quando "Um Amor de Tesouro" estava sendo filmado já estava ansioso por sua estréia, evidentemente pela química vibrante existente entre Matthew McConaughey e Kate Hudson no saboroso "Como Perder Um Homem em 10 Dias" – que provavelmente deve se repetir nesta segunda parceria. No entanto, sinopses mais detalhadas começaram a surgir e acabei não me entusiasmado como antes com o filme. E essa semelhança de narrativas entre esta aventura e aquela orquestrada por John Stockwell me soou negativa, vendo que não gosto de "Mergulho Radical".

Beijos!

Alex Gonçalves
www.cineresenhas.wordpress.com

Kamila said...

Marcus, eu adoro "Como Perder um Homem em 10 Dias" e fiquei bem satisfeita com esse "Um Amor de Tesouro".

Vinícius, o Matthew McConaughey repete nesse filme todos os trejeitos dele como ator. É horrível isso! Mas, o filme é bem divertido e eu recomendo.

Alex, mas esse "Um Amor de Tesouro" é bem melhor que "Mergulho Radical".

Ramon Scheidemantel said...

"Deu muito certo" ... "5.8"
Ou você não curte muito o gênero, ou não estava no clima, ou a frase foi feita para amenizar a nota baixa. hehe!

Fiquei na mesma, ainda mais sendo que não assisti Mergulho Radical.
Acho que vou conferir uma hora dessas, pela química dos protagonistas. Sempre serve para uma sessão com a noiva. hehe!

Cecilia Barroso said...

Como eu adoro filminhos bobos, achei que ia gosta muito deste. Mas se tem qualquer relação com Mergulho Radical (que é uma das maiores bombas que vi ultimamente), já fico mais com o pé atrás.

Kamila said...

Ramon, a frase não foi feita para justificar a nota baixa. Talvez, eu tenha sido rigorosa demais, mas o filme é divertido. Você e sua noiva rirão bastante com ele.

Cecília, mas "Um Amor de Tesouro" dá um banho em "Mergulho Radical". É bem melhor!!!