Monday, May 12, 2008

Speed Racer (Speed Racer, 2008)

Quando se senta na frente de um volante, o piloto Speed Racer (Emile Hirsch) não está ali apenas por causa da adrenalina da velocidade ou das emoções das curvas apertadas. A maior motivação dele é lutar por sua própria família – pelo pai (John Goodman), o dono de uma equipe de corridas totalmente independente; pela mãe (Susan Sarandon) e namorada Trixie (Christina Ricci), que o apóiam 100%, mas possuem o medo de perdê-lo e pelo irmão caçula Gorducho (Kick Gurry), que ao lado do animal de estimação, o macaco Zequinha, se mete em encrencas engraçadas. Todos eles sofreram um trauma muito grande: a perda do filho e irmão mais velho Rex (Scott Porter, o Jason Street da série “Friday Night Lights”), que foi, um dia, o melhor piloto do mundo, porém teve sua reputação arranhada após morrer tragicamente em decorrência de um acidente em uma corrida.

Podemos dizer que Speed Racer possui uma visão muito romântica da profissão de piloto e das corridas de automóveis. Quando ele encontra um tipo como Royalton (Roger Allam) – o dono de uma equipe de corridas que lhe oferece um contrato milionário para que ele seja o piloto dele –, que acredita que os resultados das provas pouco dependem do talento individual, e sim dos interesses das empresas que estão envolvidas no processo, Speed entra em contato com um tipo de visão completamente diferente sobre aquilo que faz.

É desse confronto de valores que nasce o acontecimento mais importante da trama de “Speed Racer”, filme escrito e dirigido pelos irmãos Andy e Larry Wachowski. Ao lado do Corredor X (Matthew Fox, do seriado “Lost”), Speed será uma força de resistência importante aos interesses de Royalton e de outros que manipulam resultados de corridas. Nessa luta pessoal, Speed Racer encontrará ainda uma motivação diferente: pilotar para mudar as coisas ao seu redor. E as transformações mais profundas poderão ser notadas dentro de sua família, já que, graças ao desempenho de Speed, a família Racer irá encontrar uma alegria que antes havia sido perdida.

Baseado no desenho animado homônimo criado por Tatsuo Yoshida, em 1960, e que ainda obtém sucesso nos dias atuais, “Speed Racer” é um filme que possui personagens carismáticos (os quais são interpretados por um elenco muito bom) e uma execução perfeita do ponto de vista visual por parte dos irmãos Andy e Larry Wachowski. O objetivo deles, com esse longa, era fazer um desenho animado em live action, por isso o uso de cores fortes em quase todas as cenas. A obra alcança seu ápice quando retrata as corridas de automóveis e só peca um pouco nas situações cômicas vividas pela dupla Gorducho e Zequinha. Sei que essa é a função deles dentro do universo de “Speed Racer”, mas, em muitos momentos, as cenas protagonizadas pelos dois prejudicam o andamento da obra – mesmo assim, é bom frisar que isso em nenhum momento afeta de forma profunda o resultado final obtido pelos irmãos Andy e Larry Wachowski.

Cotação: 8,3

Speed Racer (Speed Racer, EUA, 2008)
Diretor(es):
Os Irmãos Wachowski
Roteirista(s): Os Irmãos Wachowski (com base no desenho animado criado por Tatsuo Yoshida)
Elenco: Emile Hirsch, Nicholas Elia, Susan Sarandon, Melissa Holroyd, Ariel Winter, Scott Porter, Gian Ganziano, Peter Fernandez, Harvey Friedman, Sadao Ueda, Valery Tscheplanowa, Sami Loris, Olivier Marlo, Sean McDonagh, Kick Gurry

19 comments:

Romeika said...

Kamila, Speed Racher ainda nao chegou aqui, e nem sei quando eh a estreia. Nao tenho grandes expectativas quanto ao filme, pois nao tenho nenhuma familiaridade com o desenho, mas o elenco eh muito bom, o Emile Hirsch eh uma promessa pro cinema atual.

Johnny Strangelove said...

Poxa Milla, reclamasse de um ponto onde no desenho é tão comum que era o humor pastelão de gorducho e zequinha ... porém é um filme maravilhoso ... pena que subestimaram ele e queriam um filme que tivesse uma filosofia de rodoviaria ... pena ... muita pena mesmo ...

Louis Vidovix said...

Vejo que gostou bastante do filme, Ka... O visual me impressionou demais pelo trailer e parece msm super divertido. Mas é mais provável que eu espere pelo DVD. Ou que meu amigo americano Paul Torrent traga pra mim em boa qualidade kkkkkkkkkkk

Btw, vi que seu último filme visto foi Garçonete! Adorei esse filme e a Keri está encantadora! Uma das minhas performances preferidas do ano! :)

Matheus Pannebecker said...

Kamila, como você sabe não gostei gostei do resultado de "Speed Racer". Achei tudo muito artificial e sem inspiração. Só destaco mesmo o Hirsch, a Sarandon e a trilha do Giacchino.
NOTA: 5.5

Marcel Gois said...

Adorei o seu texto, eu já tinha ficado em dúvida se ia assistir esse filme no cinema ou não, até pensei em ir nesse fim de semana, mas desisti depois de ler algumas coisas sobre.. mas agora me animei novamente, achou que vou sim =D

Museu do Cinema said...

Kamila, achei a trama muito boboca, e discordei do uso de efeitos especiais como o live action, não me atrevo a falar mais pq não vi o filme.

Kamila said...

Romeika, assim como acontece com "Homem de Ferro", o maior diferencial de "Speed Racer" é seu elenco. E ele é um dos pontos mais fortes desse filme dos Wachowski.

João, foi como eu disse. Sei que a dupla Gorducho e Zequinha possuem essa função no desenho, mas achei as aparições deles muito repetitivas e a piada acabou perdendo a graça.

Louis, mas um filme como "Speed Racer" é para ser visto num cinema, de preferência nas salas multiplex!!!! :-)

E amanhã escrevo sobre "Garçonete".

Matheus, também adorei a trilha do Giacchino. Ele foi perfeito aqui!

Marcel, como eu disse ao Louis, esse é o tipo de filme para se assistir no cinema. Em casa, se perde a graça.

Cassiano, eu gostei da mistura de desenho animado com realidade. E a trama é, sim, muito clichê.

Otavio Almeida said...

Ainda não vi, Kamila.

Vc falou que está com problemas pra visualizar o HOLLYWOODIANO. Desde quando?

Bjs!

Ronald Perrone said...

Gostei bastante do filme também!
=)

Ibertson Medeiros said...

Entre os blogs, esse filme está sendo muito bem elogiado.
Não estava com vontade de ver, mas depois de tantos comentários positivos por aqui, já estou com vontade de assistir.
Não era fã do desenho e não gostei do trailer. Além disos, as críticas dele estavam massacrando o coitado, aí perdi o interesse de ver no cinema.
Mas estou pensando em ver agora.

Rodrigo Fernandes said...

Estou aidan em dúvida pra ver esse filme, devo garantir meu ingresso nessas sessões desconto, já pego os dois juntos, o speed racer e o homem de ferro, o problema é a pivetaiada que deve ter no cinema nesses dias, heheh...
eu nãos ei mas achei mutio fantasioso, exagerado nos efeitos,s ei lá.. muito fantasioso pro meu gosto, mas talvez me encoraje por causa de ser nos cinemas e assim aproveitar bem as imagens e o som da sala...
beijos!!!

Daniell said...

Achei o filme maravilhoso! E gostei também daquela psicodelia toda, pra mim um dos filmes mais diferentes dos últimos anos e mais divertidos também!

Cecilia Barroso said...

Tô curiosa para ver esse filme...

Vinícius P. said...

Ainda não vi esse filme, mas também nem estou muito ansioso devido à fraca recepção de crítica e bilheteria (certamente o primeiro grande fracasso do ano). De qualquer forma algumas pessoas (como você) gostaram bastante, então irei conferir nos próximos dias!

Abraço.

Robson Saldanha said...

Primeiro comentário que elogia o filme em sua maioria. Já estava curioso porque ninguém estava gostando, agora então, ah se eu vou!

=P

Kamila said...

Otavio, estou com problemas de visualização no Hollywoodiano desde o final de semana.

Ronald, por enquanto, somos os únicos que gostaram de "Speed Racer".

Ibertson, os comentários que li dos amigos blogueiros não eram animadores, mas eu adorei esse "Speed Racer".

Rodrigo, eu não achei o visual fantasioso. Acredito que o trabalho dos Wachowski foi perfeito nesse sentido. E não deixe de assistir aos dois filmes.

Daniell, concordo!

Cecilia, assista e depois aguardo seu comentário.

Vinícius, realmente, o filme decepcionou nos EUA. Mas, acho que deverá fazer sucesso no mercado internacional.

Robson, assista e veja por si mesmo se o filme é bom ou ruim. :-)

Pedro Henrique said...

Pois é amiga, já disse por aí que não ia ver Speed Racer no cinema, mas acho que não vai ter jeito...vou ter que ir...

Abraço!!!

Weiner said...

Infelizmente eu não entrei no clima do filme, mas entendo que ele defende valores muito bonitos para se tratar no cinema. Só que a veracidade foi zero, achei tudo tão artificial - desde as atuações ao roteiro e o visual berrante.
Mas bom saber que também existe público que gostou da história, pois como já disse ele até me parecia promissora. Eu é que não consegui captar a mensagem.
Abraço!

Kamila said...

Pedro, tem que ir!

Weiner, eu acho que o que incomodou mais em "Speed Racer" foi o visual extravagante.