Saturday, June 30, 2007

Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado (Fantastic Four - Rise of the Silver Surfer, 2007)

O Quarteto Fantástico – grupo formado pelo cientista Reed Richards (Ioan Gruffudd), pelo piloto Ben Grimm (Michael Chiklis, do seriado “The Shield”) e pelos irmãos Johnny Storm (Chris Evans) e Susan Storm (Jessica Alba) – não são os seus típicos super-heróis. Ao contrário do Homem-Aranha e do Superman, os super poderes que eles possuem não são desconhecidos da sociedade. Pelo contrário, o quarteto é celebridade em sua cidade e, assim como acontece com os astros do cinema e da música, eles têm sua vida destrinchada nos mínimos detalhes pela imprensa. A maneira como o quarteto lida com a fama – e os pontos positivos e negativos que ela traz consigo – é somente uma das facetas abordadas pelo filme “Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado”, do diretor Tim Story, e continuação do filme de sucesso de 2005.

Na trama criada por Don Payne, Mark Frost e John Turman, o quarteto já se acostumou completamente com os seus poderes e tentam viver uma vida mais próxima do normal. Reed e Susan estão envolvidos nos preparativos do seu casamento (e, acreditem, o universo não está conspirando a favor do casal). Ben, depois de perder a esposa no primeiro filme, reencontra o amor com Alicia (Kerry Washington). Já Johnny adora o seu status de celebridade e aproveita tudo da melhor maneira possível, com muitas festas, mulheres bonitas e diversão.

Mesmo assim, o quarteto ainda tem muitas responsabilidades e elas vão bater na porta do grupo quando uma criatura estranha chamada Surfista Prateado (encarnado por Don Jones, mas com a voz de Laurence Fishburne) começa a fazer uma série de aparições na Terra. Em comum, o fato de que diversas alterações climáticas acontecem em decorrência das visitas do Surfista. Contatados pelo General Hager (Andre Braugher), o quarteto tem que agir antes que a Terra seja destruída – e o pior é que eles vão ter que trabalhar com o seu maior inimigo, Victor Van Doom (Julian McMahon, do seriado “Nip/Tuck”), que ressurge das cinzas.

O Quarteto Fantástico trabalha em conjunto e é uma família. Por causa disso, suas histórias são cheias de momentos que são comuns. O roteiro do filme equilibra muito bem as cenas de comédia, com as de romance e, claro, as de ação. O diretor Tim Story, que já tinha feito um bom trabalho no primeiro filme da série, aprofunda ainda mais as histórias particulares de cada personagem e executa com esmero as ótimas cenas de ação. “Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado” é um trabalho muito bom, que já deixa os cinéfilos de olho em uma possível terceira parte.

Cotação: 7,0

Crédito Foto: Yahoo! Movies

19 comments:

Vinícius P. said...

Kamila, concordo em muitos pontos da sua crítica, mas achei o primeiro muito fraco. Acho que esse é infinitamente superior, mesmo mantendo alguns erros do original (particularmente as cenas de comédia nem sempre são bem-vindas às situações). Enfim, não gosto tanto do 'Quarteto', acho que o fator que mais gostei nesse filme foi mesmo o Surfista Prateado - em alguns momentos pensei que poderia até ser uma ficção científica séria, com efeitos bem melhores do que no primeiro. Melhorou muito em relação ao original e espero que o terceiro continue no mesmo ritmo.

Até mais!

Kamila said...

Vinícius, o segundo filme em comparação ao primeiro é bem melhor mesmo. O progresso é claro. Eu acho que, se eles continuarem nessa linha, a franquia tem tudo para não nos decepcionar.

Beijos.

Rodrigo Azevedo said...

Os primeiros minutos dão a falsa impressão de que o exemplar seria um filme sério.

Propaganda enganosa.

Os produtores deveriam ser presos por isso.

Túlio Moreira said...

Puxa, Kamila, vou ver o filme hoje e espero achar tão bom quanto você, hehehehehe

Mas já não gostei nadinha do primeiro... o trailer desse segundo me pareceu também fraquinho...

Ow, quanta coisa aconteceu nesse quase um mês que eu fiquei fora!!! Você até ganhou uma estrela na calçada da fama, hehehehehe

Tava com saudade, mas agora estou de volta a ativa 100%

Beijo e ótimo domingo!

Kamila said...

Rodrigo, um filme como "Quarteto Fantástico" não tem a intenção de ser um filme sério. Ele quer divertir - e cumpre bem seu papel.

Túlio, você voltou! Estava com saudades dos seus textos e comentários. :-)

Neste meio tempo, ganhei uma estrela na calçada da fama e vi alguns filmes (nenhum muito especial). Espero que você se divirta com "Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado".

Beijos e ótimo domingo!

Romeika said...

Nao gostei do primeiro filme da serie, e apesar de ter gostado do trailer desse segundo filme, acho que deixarei pra conferir em casa. Hj vou assistir o novo do Tarantino, jah estreou aqui ha seculos e eu ainda nao fui!

Bom domingo
xxx

Felipe Nobrega said...

OPa Kamila!
Esse Quarteto é só divertimento , mais nada...
agora, quanto a crítica do filme anterior "88 minutos", concordo muito com você, o filme segura as pontas até faltar uns 20 min. depois degringola o que já n era tão bacana assim. Fica a sensação de que Pacino precisa pagara hipoteca de sua casa.
No blog acabeid e colocar os prêmios da cafeteria do m^»es de junho.
abraço!

Kamila said...

Romeika, este filme merece uma conferida no cinema, mas tudo bem. Em casa, vai funcionar do mesmo jeito. :-)

Felipe, "88 Minutos" realmente deve ser o filme que o Pacino fez para pagar as contas do mês.

Otavio Almeida said...

Eu te disse que o filme é legal, hein... mas eu te disse...

Já esqueci de algumas coisas nele. Vi domingo passado numa pré paga... Mas me diverti demais.

Bjs!

Romeika said...

Ah Kamila, valeu a dica, entao! Cheguei agora do cinema, e ADOREI "Grindhouse". Um dos meus filmes favoritos ateh agora:-)

Rodrigo Azevedo said...

Talvez eu esteja um pouco ranzinza.

Também não gostei de Shrek Terceiro.

Vinícius P. said...

Kamila, acredito mesmo que o terceiro filme possa chegar a um nível que agrade boa parte da crítica, já que é notável o avanço dessa segunda parte em relação ao original.

Até mais!

Kamila said...

Otávio, você já tinha me dito mesmo que "Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado" era divertido. Isso até me animou para assistir ao filme no cinema.

Romeika, você sempre adiantada. Aqui, "Grindhouse" nem estreou.

Rodrigo, não é ser ranzinza. Realmente, os filmes dessa temporada de verão nos EUA estão decepcionantes.

Vinícius, vamos torcer para uma terceira parte de "Quarteto Fantástico" seja ainda melhor.

Marcus Vinícius said...

Também não vi o primeiro... Todo mundo fala mal, mas quero alugar pra então ver o 2. E haja gibi pra tanto filme, hehehe.

Bjo

Wanderley Teixeira said...

O q melhora nessa segunda parte da série é a direção de Tim Story(mas nem tanto) e o roteiro(mas nem tanto).Com relação ao primeiro houve um mínimo progresso e a adição do Surfista Prateado foi essencial.Agora o elenco é framboesa total,ninguém se salva.Com relação ao humor do longa,me incomoda os excessos,mas vá lá diverte um pouquinho.

Kamila said...

Marcus, assista aos dois filmes que você irá se divertir.

Wanderley, concordo plenamente com seu comentário.

Beijos.

Túlio Moreira said...

Kamila, vi o filme e até gostei. Claro, "Quarteto Fantástico" é, das franquias baseadas em quadrinhos, a que eu menos levo a sério, mas garantiu bons momentos de diversão e os efeitos especiais também estavam demais - ao contrário do que pensei quando vi o trailer.

beijão!

Kamila said...

Eu também nem levo "Quarteto Fantástico" a sério, Túlio, mas os filmes da série sempre me divertem.

Beijão.

Wally said...

Achei um péssimo trabalho, melhora certos defeitos terríveis do primeiro mas ainda insatisfatório. O visual ta melhor, mas nem os atores estão mais soltos (com exceção de Chris Evans), o Surfista decepciona, não trazendo densidade alguma para a serie. E sinceramente não consegui me divertir muito não, pouca coisa mesmo.

Nota 5,0