Thursday, October 04, 2007

Cão Sem Dono (2007)

Todos os dias, quando chega na porta do edifício aonde mora, Ciro (Júlio Andrade) se depara com a mesma cena: um cão vira-lata; um cão sem dono; um cão sem nome está à sua espera. É com ele que Ciro passa as suas noites, o oferecendo um teto para dormir e um pouco de comida. Tanto altruísmo só pode ser explicado pelo fato de que Ciro tem muito em comum com o animal que abriga todas as noites. Assim como o cão, ele é sem dono, está perdido e também anda sem rumo pelas ruas de Porto Alegre.

É o cotidiano deste jovem que iremos acompanhar no filme “Cão Sem Dono”, dos diretores Beto Brant e Renato Ciasca (também co-autores do roteiro do filme ao lado de Marçal Aquino). Ciro, além de ser o amigo número um do cãozinho abandonado, é um tradutor que vive sozinho em um apartamento minúsculo. Ele vive no sacrifício, mas recusa todas as propostas de emprego que recebe. Almoça freqüentemente com seus pais (Roberto Oliveira e Sandra Possani). Visita também com regularidade o porteiro de seu prédio, um pintor chamado Elomar (Luiz Carlos V. Coelho). E, principalmente, está envolvido em um romance com a modelo Marcela (Tainá Muller). É quando a sua vida sofre um revés e Ciro precisa encontrar o eixo, o sentido que estava perdido.

Baseado no livro “Até o Dia em que o Cão Morreu”, do escritor gaúcho Daniel Galera, “Cão Sem Dono” é um filme que possui uma estrutura narrativa muito interessante. Ao invés de uma história linear, o que os diretores Beto Brant e Renato Ciasca nos apresentam são vários retratos de instantes da vida de Ciro. É como se – ao juntarmos cada um desses pedaços – estamos nós mesmos encontrando o eixo da vida de Ciro, aquilo que o faz querer seguir em frente. "Cão Sem Dono" é um filme único (e um belo trabalho de edição por parte de Manga Campion), que está apoiado nas ótimas interpretações da dupla central de atores formada por Júlio Andrade e Tainá Muller – o primeiro tem seu primeiro papel de destaque no cinema, enquanto a segunda faz a sua estréia como atriz.

Cotação: 7,3

Cão Sem Dono (Cão Sem Dono, Brasil, 2007)
Diretor(es): Beto Brant, Renato Ciasca
Roteirista(s): Marçal Aquino, Beto Brant, Renato Ciasca
Elenco: Júlio Andrade, Tainá Muller, Marcos Contreras, Luiz Carlos V. Coelho, Roberto Oliveira, Janaína Kremer, Sandra Possani

16 comments:

Museu do Cinema said...

Não me atraiu esse filme na época do seu lançamento nos cinemas...bom ler sobre ele.

Kamila said...

Cassiano, o filme é até interessante. Fui sem muitas expectativas e acabei adorando.

Vulgo Dudu said...

Olha aí o cinema genuinamente brasileiro! Eu perdi esse filme quando passou, feito cometa, no cinema! Ótima pedida!

Abs.

Kamila said...

Dudu, recomendo o filme, que é bem diferente e muito bom.

Museu do Cinema said...

Tomara então que a safra do cinema nacional esteja melhorando mesmo.

Wally - Cine Vita said...

Infelizmente estes filmes brasileiros são dificéis de achar nas locadoras onde moro.

Sobre o cartaz de Walk Hard, eu realmente não havia me tocado na magreleza de Reilly, provavelmente usaram sim. rsrs

Ciao

Romeika said...

Estou tão por fora dos filmes brasileiros, Kamila. Infelizmente esses lançamentos não chegam aqui, não encontro nem pra alugar. Se é que pelas suas últimas críticas não tem valido muito a pena assistir aos filmes nacionais, mas esse parece uma exceção.

Vinícius P. said...

Geralmente gosto muito desse tipo de filme nacional, um cinema diferente do qual estamos acostumados. "Cão Sem Dono" ainda não chegou aqui, o que é péssimo, mas pretendo ver em DVD quando for lançado.

Abraço!

Kamila said...

Cassiano, existem ótimos filmes nacionais prontos para serem descobertos. "Cão Sem Dono", "Batismo de Sangue" - dois filmes sobre os quais falei recentemente por aqui - são apenas alguns deles.

Wally e Vinícius, assisti a este filme em uma sessão de arte aqui em Natal. Acho que "Cão sem Dono" ainda deve demorar um pouquinho para chegar nas locadoras.

Romeika, é até natural que você esteja meio por fora ds filmes nacionais, mas, quando vier para Natal, veja se seu irmão não consegue arrumar esse filme para você assistir, porque ele é ótimo.

Ramon Scheidemantel said...

Adorei O Invasor de Beto Brandt. Além dele também tem Os Matadores e Ação Entre Amigos que também são famosos.

Acredito que deva ser muito bom esse filme.

Museu do Cinema said...

Sim Kamila, esses dois ai não vi, mas dos últimos que vi tb tenho achado muitas coisas interessantes, O Cheiro do Ralo, Tropa de Elite...Acho que estamos pegando pé da coisa, e o famigerado global Primo Basílio? Vc já viu?

Kamila said...

Ramon, eu assisti a todos os filmes do Beto Brant e este é um dos melhores que ele fez.

Cassiano, estamos sim pegando o jeito da coisa. Assisti "Primo Basílio" e achei o filme terrível. Um dos piores do ano.

Victor Nassar said...

Eu to realmente uma vergonha...
Não assisti esse também...
Nem vi chegar no cinema aqui, a situação tá complicada realmente..

Beju!

Kamila said...

Victor, esse filme, eu acredito que deve ter passado somente nos grandes centros. E acho que ainda vai demorar para ser lançado nas locadoras.

Beijos.

Rafael Carvalho said...

Kamila, vc não sabe o quanto eu quero ver esse filme do Brant. Vi os dois anteriores dele, gostei muito e todo mundo tá falando bem de Cão. Só que não vai passar no cinema daqui de minha e cidade e deve demorar mesmo de chegar nas locadoras. Coitadinho de mim.

Kamila said...

Rafael, a esperança é a última que morre. Quem sabe "Cão sem Dono" não aparece por aí.