Tuesday, November 06, 2007

Os Mensageiros (The Messengers, 2007)

Quem acompanha de perto os lançamentos no gênero de terror, tem uma idéia perfeita do jeito como a indústria cinematográfica hollywoodiana faz negócios atualmente. Se não existe um material original, várias saídas podem ser encontradas. Algumas delas são: apelar para as franquias (“Jogos Mortais” já está na sua quarta parte, “O Albergue” na segunda e a série “Halloween” foi ressuscitada neste ano), para as histórias originadas em filmes do cinema oriental (os exemplos são: “O Chamado”, “O Grito”, “Água Negra”), para os remakes (“A Morte Pede Carona”, “O Massacre da Serra Elétrica”) ou convidar diretores estrangeiros para oferecer suas visões ao gênero (o brasileiro Walter Salles, além dos japoneses Takashi Shimizu e Hideo Nakata, são alguns nomes que dirigiram filmes de terror em Hollywood). O caso de “Os Mensageiros”, de Oxide Pang Chun e Danny Pang (que aqui assinam como Pang Brothers), é ainda mais especial porque contém diretores estrangeiros dirigindo um filme de terror cuja trama é apenas um apanhado de todos os elementos que podem ser vistos em excesso em outras películas do gênero.

A família Solomon deixa toda a sua vida em Chicago para trás em busca de uma cidade mais calma e pacífica no interior, aonde eles possam se unir mais como família. Nunca está claro para nós o motivo da mudança, mas o que fica subentendido é que pode ter algo a ver com a filha mais velha de Roy (Dylan McDermott, que ficou famoso no seriado “The Practice”) e Denise (Penelope Ann Miller), a jovem Jess (Kristen Stewart). Portanto, não é surpresa para eles verem a filha começar a relatar estranhos acontecimentos que acontecem pela nova morada da família. Para eles, isso é somente mais um ato de rebeldia dela. E não ajuda em nada o fato de que a única testemunha de Jess é seu irmão mais novo, Ben (os irmãos Evan e Theodore Turner) – que não fala nenhuma palavra desde que esteve envolvido em um acidente com a irmã mais velha.

Quem assistiu “Assombração”, sabe que os irmãos Pang têm uma atenção especial aos detalhes. Em “Os Mensageiros”, vemos a mesma preocupação com o visual do filme, com a maneira como eles apresentam as ameaças à família Solomon. E, mesmo com o desfecho completamente trivial, nada parece ser premeditado. Ou seja, todos os detalhes da trama escrita por Mark Wheaton (com base numa história de Todd Farmer) são revelados no momento certo. E, curiosamente, o filme dialoga profundamente com uma das obras mais famosas desse novo terror: “O Chamado 2”. Assim como Rachel (Naomi Watts), a mãe que luta profundamente para que seu filho Aidan (David Dorfman) esteja em completa segurança; a heroína de “Os Mensageiros”, a jovem Jess, quer mesmo lutar para mostrar a seus pais que eles podem confiar nela novamente, que ela aprendeu a lição. E quando Kristen Stewart olha para o vilão do filme e diz “we are not your family”, o que vem instantaneamente à nossa mente é Naomi Watts dizendo “I’m not your fucking mummy” para a menina Samara Morgan (Daveigh Chase). E é justamente a talentosa Kristen Stewart (muitos irão se lembrar dela como a filha de Jodie Foster em “O Quarto do Pânico”) o que de melhor “Os Mensageiros” tem para nos oferecer.

Cotação: 5,5

Os Mensageiros (The Messengers, EUA, Canadá, 2007)
Diretor(es): Oxide Pang Chun, Danny Pang
Roteirista(s): Mark Wheaton
Elenco: Kristen Stewart, Dylan McDermott, Penelope Ann Miller, John Corbett, Evan Turner, Theodore Turner, William B. Davis, Brent Briscoe, Dustin Milligan, Jodelle Ferland, Michael Daingerfield, Tatiana Maslany, Shirley McQueen, Anna Hagan, Blaine Hart

19 comments:

Dewonny said...

Esse aí me foi bem razoável, ñ é grandes coisa, mas fica num patamar acima a nível de qualidade em comparação à muitas tosqueirass do gênero q chegam aos montes nas locadoras, comentei no meu blog, e minha nota foi 5.5. Não vi a sua aí!

Kamila said...

Diego, você deu a "Os Mensageiros" a mesma nota que eu dei. Também acho que o filme se coloca acima dos outros lançamentos do gênero.

Wally - Cine Vita said...

O roteiro é fraquíssimo, mas os irmãos Pang criam alguns planos bem tensos e algumas divertidas cenas. Pena que muita, muita cois acaba não funcionando, incluindo o enredo e o péssimo final. Destaque para a jovem atriz, que foge, junto com sua personagem, do esteriótipo do gênero.

Nota 5,0

Ramon Scheidemantel said...

Uhmm... obrigado pelo aviso. Acho que vou dispensá-lo. Quem sabe quando passar no Telecine eu assita!
Ps.: Faltou sua nota na resenha. Sei que é 5.5 porque li os comentários.

Otavio Almeida said...

Kamila, essa Kristen Stewart cresceu e ficou bonita e talentosa. Espere só para vê-la em INTO THE WILD.

Só não vi esse OS MENSAGEIROS para poder opinar aqui...

Bjs!

Romeika said...

Vixe, Kamila, um filme desse só num domingo frio e chuvoso passando na televisão kkkkkk Cansei desse gênero terror de Hollywood, essa sua descrição no primeiro parágrafo é bem verdadeira. Aguentei as continuações de "O Chamado" por causa da maravilhosa e talentosa Naomi Watts, mas a Kristen Stewart, apesar do seu elogio, não me chama tanta assim a atenção pra ver o filme. Sei que ela está em "Into the Wild", vi umas fotos no imdb, nem acreditei que era aquela garotinha com jeito de tomboy de alguns anos atrás...

P.S.: Qual é o título do filme do O'Connor que vc viu? Fiquei curiosa:-)

Vinícius P. said...

Fiquei traumatizado depois que vi um tal de "Visões 2", que acredito ser o pior filme do gênero na década. Depois disso prometi não ver mais nada dos diretores - e não vi mesmo. De qualquer forma devo dar uma chance a esse "Os Mensageiros", pois pelo que percebei por sua crítica, não parece ser de todo ruim.

Abraço!

Kamila said...

Wally, ao contrário de você, eu achei o roteiro bom. Como eu disse, faz um apanhado de tudo que se viu no gênero. O filme, aliás, lembra muito "Horror em Amityville". E a Kirsten Stewart é muito talentosa. Salva o filme.

Ramon, me esqueci de colocar a nota do filme. Mas, é 5.5 mesmo.

Otavio, sei que a Kirsten está em "Into the Wild". E ela cresceu, está bonita e muito boa atriz. Queria que ela tivesse sido chamada pelo Peter Jackson para interpretar a Lindsey Salmon em "The Lovely Bones"....

Romeika, o filme do O'Connor é "Desafio no Gelo". Um filme bem inspirador sobre a equipe de hóquei no gelo dos EUA que consegue bater a seleção russa, numa vitória inédita e que ninguém esperava. O Kurt Russell interpreta o técnico e está excelente.

Vinícius, eu também quase desisti dos filmes de terror de Hollywood. Mas, esse "Os Mensageiros" foi uma agradável surpresa.

Beijos.

Museu do Cinema said...

Eu não sou fã do gênero, mas até me arrisco conferir alguns, como fiz recentemente com O Albergue, mas entrei numa roubada enorme.

Concordo quando diz que Hollywood quando não encontra uma ideia original, ou seja, quase nunca, se repete ao extremo!

Kamila said...

Cassiano, eu odeio "O Albergue". Mas, esse "Os Mensageiros" é até legal.

Wally - Cine Vita said...

Kamila, respondendo ao seu coment lá no Cine Vita, o filme de Yimou estreiou sim nos cinemas brasileiros, só não chegou onde você mora...
E nossa...as Olimpiadas de Pequin serão incríveis! Vou assistir pela primeira vez na minha vida.

Sobre o roteiro dos Mensageiros, eu achei um tanto redundante e com algumas referências muito mal utilizadas, como ao filme Os Passaros de Hitch (mas isso pode ter vindo da cabeça dos diretores). Além do final extremamente bobo. Única coisa realmente valorizável no roteiro foi a personagen de Stewart.

Ciao!

Museu do Cinema said...

Somos dois então Kamila, aquele filme é bizarro!

Dewonny said...

Agora sim vi sua nota, antes quando passei ñ vi nada, e empatamos então na avaliação..hehe..

Otavio Almeida said...

Vc recomenda? Mas deu nota 5,5... vou ver, hein...

E A COLHEITA DO MAL? É bomba?? Vi ontem BUG, do William Friedkin e não sei se gostei...

Bjs!

Rafael Carvalho said...

Não assisti nem a 1408 nem a esse Os Mensageiros, e confesso que esse último não me atrai muito não. Mas se aparecer uma oportunidade, talvez veja. Até!!!

Kamila said...

Wally, eu, como viciada em Jogos Olímpicos, mal posso esperar por Pequim. Uma cerimônia de abertura com a direção de Zhang Yimou é só um plus. Ao contrário de você, adorei mesmo "Os Mensageiros". Acho que o final é totalmente condizente com o que o filme apresenta.

Cassiano, bizarro é pouco para descrever o que é "O Albergue".

Otavio, a nota é ótima. A melhor que dei a um filme de suspense no ano. O que já é uma coisa surpreendente. Eu gostei de "A Colheita do Mal", a Hilary Swank está ótima, mas o final é uma droga. E ainda não assisti "Possuídos".

Rafael, recomendo os dois filmes: "1408" e "Os Mensageiros".

Johnny Strangelove said...

Acredite Kamilla ... esse ano o terror foi bom ... pior foi no ano passado ...

assim ... quando se ver uma coisa chamada Ghost House produzindo ... fuja que é bomba, é da produtora do acefalo Sam Raimi (3 unicas coisas boas que esse idiota fez foi Evil Dead I e II e Um Plano Simples) que produziu só bomba como o estrago FDP de Ju-On - O Rancor e ainda chamou esses dois piores diretores do cinema oriental, Os Irmãos Pinico Pang que na moral ... só fizeram The Eye e em pode se dizer que é um tiro no escuro.

Segundo, você poderia dizer que Eli Roth não apelou para o segundo filme, quem viu o segundo sabe que ele fechou a história, mas como uma grande parcela odeia ele (muita gente dos blogs não suporta ele) pode se dizer que ele não apelou, mas já a franquia Jogos Mortais já não tem mais o que fazer e continua a fazer merda do inicio ao fim.

terceiro, quem acompanha o cinema oriental, sabe que a ascenção dele consegue a cada dia ser mais inevitavel. e a mediocridade americana é tanta que estão começando a fazer remakes de filmes desconhecidos (Into The Mirror é um caso desse); remakes dos mestres Miike (Uma Chama Perdida) e detalhe, esse filme de Miike é considerado o filme mais fraco e mesmo assim é bom. e ainda estavam pensando em fazer remakes de Chan Wook Park e Bong Joon-ho.

Esse ano para quem acompanha filme de horror foi muito bem obrigado porém cuidado para não começar a ver exemplares que fazem o genero ser tão depreciado e o exemplo disso é qualquer filme de Sam Raimi como produtor e os irmãos pinico dirigindo.


abraços

Kamila said...

João, olha eu não gosto do gênero terror, mas acho que você, como fã do estilo, é um pouco radical nos seus comentários. "Os Mensageiros" é um bom filme e o trabalho dos irmãos Pang é ótimo.

Segundo, o primeiro "Jogos Mortais" é melhor que os dois "Albergues" juntos.

Se fazem os remakes de histórias do cinema oriental porque é lá que eles acreditam que as melhores histórias de terror são produzidas. Nem sempre dá certo e temos muitos casos terríveis como exemplos.

Abraço!

Anonymous said...

A Melhor atuação desse filme sem duvida e o garotinho que enxerga os espiritos, as expressões de que ele faz são a unica coisa de bom nesse remake, os efeitos especiais são horriveis pricipalmente quando os espiritos se movimentam pelas paredea.