Thursday, May 15, 2008

Morte no Funeral (Death at a Funeral, 2007)

Ao contrário do que acontece no Brasil, quando os velórios são situações bastante íntimas, em que a participação maior é de parentes e amigos mais próximos, em países como os Estados Unidos e a Inglaterra, os funerais são eventos super bem elaborados, com uma recepção com direito a comida e bebidas. É justamente num acontecimento desses que se passa toda a trama de “Morte no Funeral”, do diretor Frank Oz.

Edward, o esposo de Sandra (Jane Asher) e pai de Daniel (Matthew MacFadyen, de “Orgulho e Preconceito”) e Robert (Rupert Graves), acaba de falecer. Toda a sua família se movimenta para comparecer ao seu velório. Como existem diversas maneiras para se reagir a uma morte, as pessoas que fazem parte da família de Edward aproveitarão a oportunidade para resolverem todos os seus problemas internos – incluindo aí um segredo que envolve o falecido e que está relacionado ao personagem interpretado por Peter Dinklage (ator revelado pelo filme “O Agente da Estação”).

É muito difícil imaginar que se possa tirar algo de cômico de um acontecimento tão triste como um velório, mas isso acontece com “Morte no Funeral”. O roteiro de Dean Craig é muito bem construído e pode ser resumido da seguinte forma: além de fazerem parte da mesma família, o que todos os personagens do filme têm em comum é o fato de que, no dia do velório de Edward, serão protagonistas de uma série de decisões equivocadas. Por isso, seria fundamental para o filme ter um bom elenco, que unisse todas as arestas desta história. Nesse sentido, “Morte no Funeral” está muito bem servido, já que seu elenco possui o timing cômico perfeito e entraram na brincadeira cheia de ironia e humor negro proposta pela dupla Dean Craig e Frank Oz.

Cotação: 6,3

Morte no Funeral (Death at a Funeral, Alemanha, Inglaterra, EUA, 2007)
Diretor(es): Frank Oz
Roteirista(s): Dean Craig
Elenco: Matthew Macfadyen, Keeley Hawes, Andy Nyman, Ewen Bremner, Daisy Donovan, Alan Tudyk, Jane Asher, Kris Marshall, Rupert Graves, Peter Vaughan, Thomas Wheatley, Peter Egan, Peter Dinklage, Brendan O'Hea, Jeremy Booth

21 comments:

o cara da locadora said...

Concordo plenamente com a crítica, um filme bem montado e engraçado, porém num passa de um filme de cotação 6... Abraços

Kamila said...

Exatamente, o cara da locadora. Eu fiquei surpresa com esse filme por ser bem-sucedido em sua idéia diferente.

Robson Saldanha said...

Se demonstrou gostar, porque uma cotação baixa?

=P

Romeika said...

Kamila, na epoca do lancamento, quase que vi esse filme no cinema, parecia tao engracado, e ao mesmo tempo original, mas parece que nao eh nenhum filme especial no fim das contas (pelo texto).

Kamila said...

Robson, o cara da locadora justifica melhor que eu a nota dada!

Romeika, o filme é engraçado e original, mas não é excelente. Dá para entender? :-)

Vinícius P. said...

Achei um filme pouco divertido, apesar de uma cena ou outra salvar a sessão. Não sei, mas para mim o Frank Oz não acerta há um bom tempo e "Morte no Funeral" é outro exemplar fraco dessa fase. A idéia central é muito boa, mas a realização, nem tanto. Abraço!

Hugo said...

Quando escrevi sobre "O Agente da Estação", me indicarem este filme, ja havia lido alguma coisa sobre ele mas ainda não assisti.
Pela sua resenha o filme merece ser visto.

Até mais.

Ibertson Medeiros said...

Eu gostei do trailer. Um filme repleto de humor negro pelo visto.

Pedro Henrique said...

Sempre que via alguma coisa a respeito desse filme, imaginava que se tratava de um babacão. Ainda assim quero assistir. Mas assistir "na boa" sabe...

Abraço!!!

Museu do Cinema said...

Confesso que ainda não criei coragem de ver (leia baixar) esse filme Kamila, e olha que sou fã de Os Safados, do Frank Oz.

Acho que o cineasta leva bem os seus filmes por esse lado mesmo, o de os atores terem que mostrar serviço e de certa maneira ele confia muito neles.

Rodrigo Fernandes said...

Me lembrou de six feet under agora!!!
parece ser interessante, tomara que venha pra cá pros meus lados...rs
mas sua nota, Kamila, não me animou tanto... achar graça em velorio parece meio que uma blasfemia, não!??! ahahha
beijos!!!

Marcus Vinícius said...

Eu baixei ontem, depois de ver o trailer. Se pá, assisto nesse final de semana mesmo.

Beijo, bom final de semana!

Otavio Almeida said...

Outro que ainda não vi, Kamila. O melhor do Frank Oz é OS SAFADOS. Mas sua maior contribuição para o cinema foi realmente o Mestre Yoda.

Bjs! Bom fim de semana!

Wally said...

Como sabe, me diverti muito vendo, dei altas gargalhadas no cinema e valorizo muito o filme por ser uma comédia de situação, não como as desmioladas frequentes de hoje. Os personages funcionam, os diálogos funcionam e a situação faz rir - muito! E isso é cada vez mais raro no cinema recente. Por isso, e pelo elenco carismático e talentoso, adorei.

Nota 8,0

Ciao!

Romeika said...

Kamila, acho que soh vendo o filme pra entender direitinho:-)

Kamila said...

Vinícius, o Frank Oz é mesmo um diretor muito inconstante, mas acho que este "Morte no Funeral" é o melhor acerto dele em um bom tempo.

Hugo, merece ser visto, sim.

Ibertson, de muito humor negro e ironia!

Pedro, essa é a melhor maneira para se assistir a este filme.

Cassiano, se você gosta do Frank Oz diretor de comédias, irá amar esse filme.

Rodrigo, é estranho achar graça num velório, mas esse filme consegue fazer com que a gente alcance isso. Mas, é bom frisar que "Morte no Funeral" não tem muita coisa a ver com "Six Feet Under".

Marcus, que bom que gostou da recomendação.

Otavio, me esqueci que o Frank Oz era o Mestre Yoda!! Que coisa doida! Me lembro dele como o Miss Piggy (era assim que Marlon Brando chamava o diretor nos sets de "A Cartada Final").

Wally, sua nota foi bem mais generosa que a minha, mas o filme é isso mesmo: uma comédia de situação e num formato bem original.

Romeika, exatamente! Assista!

Bom final de semana!

Isabela said...

Vi esse filme, e admito que achei bem bobinho.

Cecilia Barroso said...

Eu achei esse filme muito bom para o propósito escolhido. Tanto eu como os meus colegas de cinema nos acabamos de rir.
A minha história com o filme, aliás, é engraçada desde o começo.
Quando tiver um tempinho, dá uma lida nela (Morte no Funeral).
Beijocas

Mateus said...

Tô meio com um pé atrás pra assistir esse filme, mas um dia eu chego lá! xD

Obs: se eu por o seu link no nosso blog, você poe o nosso no seu?

Valeu!

Kamila said...

Isabela, é um filme bobinha, mas engraçado.

Cecilia, exatamente!! O propósito do filme era bem diferente e o diretor foi bem-sucedido nisso. Estou lendo seu post agora!

Mateus, claro que ponho!

Ramon said...

Ultimamente, quando se fala em comédia, eu digo "Estou fora!". Porém, quando falam em humor negro a coisa muda: "Estou dentro!". Vou conferir assim que possível.