Monday, March 24, 2008

As Crônicas de Spiderwick (The Spiderwick Chronicles, 2008)

Quando escrevemos a respeito do filme “Meu Monstro de Estimação”, do diretor Jay Russell, falamos a respeito da última safra de filmes infantis, os quais possuem uma qualidade estética impressionante e uma trama nada açucarada. “As Crônicas de Spiderwick”, do diretor Mark Waters (“Sexta-Feira Muito Louca”, “E Se Fosse Verdade” e “Meninas Malvadas”), é outro exemplar desse gênero, já que sua trama principal mostra as crianças passando por situações difíceis de forma que possam fortalecer seus laços familiares.

Após se separar do marido (Andrew McCarthy), Helen Grace (Mary-Louise Parker, do seriado “Weeds”) se muda com os três filhos – os gêmeos Jared e Simon (ambos interpretados por Freddie Highmore) e a jovem Mallory (uma crescida Sarah Bolger, de “Terra de Sonhos”) – para uma casa que ela herdou da tia Lucinda (Joan Plowright). Jared, especialmente, anda um pouco arredio por causa da mudança e, principalmente, da separação dos pais.

É justamente Jared que irá entrar em contato com o grande segredo que está guardado entre as paredes da casa da família: um livro escrito por Arthur Spiderwick (David Strathairn) e que é uma espécie de guia para as criaturas fantásticas que nos rodeiam. No entanto, nem todos esses seres são bonzinhos e os irmãos Grace se vêem envolvidos em um conflito no qual têm que proteger, a todo custo, o livro para que ele não caia nas mãos erradas – leia-se nas de Mulgarath (Nick Nolte), o qual poderá destruir o mundo se conseguir a posse do guia escrito por Arthur.

Baseado na série de livros homônimos de Tony DiTerlizzi e Holly Black, “As Crônicas de Spiderwick” é um filme extremamente cativante. Apesar de ter sido feito para o público infantil, como uma espécie de aperitivo para o que veremos mais tarde em “As Crônicas de Nárnia – Príncipe Caspian”, a obra conta com uma equipe técnica que irá encher os olhos dos cinéfilos: o diretor de fotografia é Caleb Deschanel (que foi cinco vezes indicado ao Oscar), a excelente música original é de James Horner (o autor do tema de “Titanic”), a edição é de Michael Kahn (o habitual colaborador de Steven Spielberg) e um dos autores do roteiro é o aclamado diretor John Sayles.

Cotação: 8,5

As Crônicas de Spiderwick (The Spiderwick Chronicles, EUA, 2008)
Diretor(es): Mark Waters
Roteirista(s): Karey Kirkpatrick, David Berenbaum, John Sayles (baseado nos livros de Tony DiTerlizzi e Holly Black)
Elenco: Freddie Highmore, Sarah Bolger, Nick Nolte, Mary-Louise Parker, Joan Plowright, David Strathairn, Seth Rogen, Jordy Benattar, Martin Short, Andrew McCarthy, Tod Fennell, Mariah Inger, Jeremy Lavalley, Lise Durocher-Viens, Tyler Patrick Jones

18 comments:

Otavio Almeida said...

Adorei!!!!!!! É um belo filme! Só não vi MEU MONSTRO DE ESTIMAÇÃO para fazer uma comparação.

Mas é um aperitivo para PRÍNCIPE CASPIAN do ponto de vista de Hollywood, certo? Porque deveria ser o contrário.

Bjs!

Kamila said...

Otavio, esse filme foi uma agradabilíssima surpresa. E é ainda melhor que o bom "Meu Monstro de Estimação".

Quando eu digo que é um aperitivo para "Príncipe Caspian", quero dizer que "Spiderwick" é um filme de temática parecida e que irá agradar aos fãs de Nárnia.

Beijos.

Otavio Almeida said...

Ah, ok! Entendi! Bjs!

Wally said...

Bom saber da qualidade. Não tenho coragem de encarar dublado, mas se e encontra-lo em cópias legendadas, verei sem dúvida.

Ciao!

Pedro Henrique said...

Não é meu tipo de filme, mas em dvd com certeza o verei.
Bom saber que é legal.

Abraço!!!

Vinícius P. said...

Puxa, Kamila, fiquei surpreso com sua recepção ao filme, não esperava tanto. Gosto muito do Freddie Highmore, apesar de decepcionar no recente "O Som do Coração". Fiquei bem mais ansioso para ver "As Crônicas de Spiderwick" agora - só espero que o aspecto infantil da trama não seja problema para um bom entretenimento.

Abraço!

Tatiana said...

Eu acho que nasci sem esse gene para me empolgar com aventuras, e nessa acabo perdendo boas surpresas cinematográficas. Mas sua crítica me deixou curiosa! Obrigada!
Beijos!

Johnny Strangelove said...

Pelo que estou vendo, o gênero voltou com força total ... isso é bom, acho que teremos sessões da tardes ou cinemas em casa decentes ... abraços

Rodrigo Fernandes said...

Oi, Kamila, te adicionei lá nos meus favoritos, ok?
quanto ao filme, aprece masi um da safra aberta pelo "As Crônicas de Nárnia".. ainda não vi nenhuma das duas cronicas... não me interesso tanto por ese tipo de filme, acabo aguçando minha curiosidade ao saber que possui tantos elogios na fotografia, nos efeitos... enfim... pelo que vc escreveu parece ser uma obra bem feita pra todas as idades...
Beijos

Lucas said...

Nossa realmente me surpreendeu essa sua crítica, aliás várias críticas do filme me surpreenderam, pois achei que ia ser uma bomba, mas se chegar no nível de Terabitia, ou pelo menos perto, já sei que vou adorar. O problema é ver duublado, infelizmente vou deixar para o DVD.

Ramon Scheidemantel said...

Que ótima notícia. Adoro quando filmes assim dão certo!
Vou assistir em breve.

Kamila said...

Wally, eu também tenho minhas questões com as dublagens de filmes, mas não consigo deixar de assistir a um filme por causa disso. De qualquer maneira, se puder, não perca a chance de assistir a este "As Crônicas de Spiderwick".

Pedro, o filme é MUITO legal.

Vinícius, também gosto muito do Freddie Highmore (e de "O Som do Coração" mesmo com seus clichês) e o aspecto infantil não prejudica em nada este filme.

Tatiana, eu não tenho muito preconceito com gêneros cinematográficos. Tento assistir de tudo e espero sempre por surpresas como essa.

João, ainda bem que o gênero infantil tem nos proporcionado bons filmes. Isso é excelente!

Rodrigo, obrigada. E é mesmo uma obra bem-feita para todas as idades.

Lucas, o filme chega ao mesmo nível que "Ponte Para Terabítia".

Ramon, assista e depois escreve lá no "Cinema em Casa" sobre ele. :-)

Mateus said...

Ah, eu gostei até do filme, efeitos especiais bem bons, não achou também? Entre "Meu Monstro de Estimação" e esse, acho que gostei mais desse e você?

Romeika said...

Kamila, esse filme estreou praticamente despercebido por mim,ainda bem que vc falou sobre ele, afinal, eh um genero que eu gosto, e a nota eh bem convidativa. E olha que time tecnico perfeito (fotografo e compositor), quero ver, sim.

Kamila said...

Mateus, eu também gostei bem mais de "As Crônicas de Spiderwick".

Romeika, não deixe de assistir.

Júlio said...

Olá!

Gostei bastante do seu texto Kamila!
E concordo... foi um verdadeiro aperitivo para o esperado Nárnia. Eu achei os efeitos bem bons e creio que supera "Ponte para Terabítia", até por ser um livro mais rico e com muito mais aventura.

Weiner said...

Assisti "Crônicas de Spiderwick" para aliviar a tensão que as provas têm feito em minha cabeça essa semana. E fiquei surpreendido com tanta leveza, diversão de primeira linha, simpatia, ótimo roteiro e Freddie Highmore provando que é ainda um dos melhores atores mirins do momento.
Abraço!

Kamila said...

Júlio, obrigada. Eu gostei de "As Crônicas de Spiderwick" tanto quanto eu amei "Ponte Para Terabítia".

Weiner, que bom que você gostou do filme. Concordo com o que disse sobre Freddie Highmore. Só espero que ele consiga fazer, com sucesso, a transição de ator mirim para ator adulto.